Introdução

Conforme envelhecemos, alguns cuidados com a saúde merecem toda nossa atenção, em especial nossa saúde bucal. Como nossos dentes permanentes estão presentes por toda a nossa vida desde nossa infância, é essencial cuidar deles muito bem.

De acordo com o IBGE, cerca de 11% da população brasileira não tem nenhum dente na boca, e a doença periodontal é uma das grandes responsáveis. Vale lembrar que à medida que envelhecemos, estamos mais susceptíveis às doenças periodontais, que além de trazer prejuízos para a boca, podem trazer prejuízos para a saúde geral das pessoas, como doenças cardíacas e diabetes.

Mal de Alzheimer
O mal de Alzheimer é a degeneração do sistema nervoso na qual há perda de funções cerebrais, que piora gradualmente com o tempo, afetando o raciocínio, o comportamento e a memória. Pacientes com mal de Alzheimer podem se esquecer de como escovar os dentes ou por que isso é importante, por isso, seus cuidadores devem ter paciência e auxiliá-los a cuidar de seus dentes.

Osteoporose
Osteoporose é um problema médico comum, que faz com que os ossos se tornem menos densos e mais propensos à fraturas. Mulheres que já passaram pela menopausa correm um risco maior de desenvolver a doença. Quando a densidade dos ossos na boca se reduz, os dentes podem amolecer. De acordo com estudos, mulheres com osteoporose são três vezes mais propensas a terem seus dentes amolecidos do que mulheres que não tem osteoporose. Muitas pessoas que possuem osteoporose recebem medicamentos anti-reabsortivos para prevenir ou tratar esta doença. No entanto, alguns desses medicamentos causam uma doença rara, mas grave, chamada osteonecrose da mandíbula, causando-lhe danos.

Compreensão

Doenças gengivais, cárie dentária e radicular, dentes sensíveis, diabetes e boca ressecada são apenas algumas das condições que enfatizam a importância de uma saúde bucal em adultos mais velhos. Vamos estudá-las de forma mais detalhada:

Gengivite
Essa doença séria ocorre quando a gengiva ao redor dos dentes inflamam devido ao acúmulo de placa (biofilme dental) sobre os dentes e gengiva. A gengivite é o primeiro estágio da doença periodontal e é reconhecida pelo inchaço, vermelhidão ou sangramento na gengiva. A gengivite pode ser causada por uma série de razões, se destacando o acúmulo de placa decorrente da falta de hábitos adequados de higiene bucal.
Com um tratamento adequado, como consultas ao dentista, a gengivite é reversível. Alguns estudos apontam que a gengivite pode estar associada a um risco elevado de desenvolvimento do mal de Alzheimer. Isso, junto com as outras razões discutidas, torna importante a busca por tratamento para reverter doenças gengivais.

Cárie radicular
Após os 55 anos, os adultos, se apresentarem retração gengival, podem desenvolver cárie na raíz do dente. É importante escovar os dentes e também as superfícies expostas da raíz, para remover a placa e os resíduos de alimentos. Marque uma consulta com um dentista, pois ele irá avaliar as superfícies dentais acima e abaixo da gengiva para remover a placa e o tártaro dessas áreas e torná-las lisas e regulares.

Dentes sensíveis
Em algum momento na vida, todos nós já tomamos um bom copo de água gelada e fizemos aquela careta devido a uma sensação aguda de dor em nossos dentes. Uma série de fatores pode causar sensibilidade no dente, incluindo escovação muito forte com escova de cerdas duras, esmalte dental desgastado ou alguma doença periodontal. Uma escovação apropriada e o uso de creme dental para sensibilidade, como o Colgate® Sensitive Pró-Alívio, podem minimizar gradualmente essa sensibilidade.

Boca seca
Isso ocorre quando há falta de saliva na boca. Normalmente, esse problema é causado por medicamentos administrados em razão de outros problemas médicos, que podem se tornar mais comuns com o tempo. A maior preocupação associada a boca seca e cárie radicular, é que ambas, quando associadas podem levar a perda de dentes.

Planejamento

Só porque somos mais propensos a problemas de saúde bucal com a idade, isso não significa que passaremos obrigatoriamente por eles. Confira algumas dicas importantes:

Consulte regularmente um dentista. Mesmo que você use dentaduras, é muito importante verificar sua prótese e gengiva.

Não se esqueça de escovar três vezes ao dia por pelo menos dois minutos e usar cremes dentais que contenham flúor.

É importante passar o fio dental uma vez ao dia. Limpar entre seus dentes garante gengiva e dentes saudáveis.

Diminua a ingestão de açúcar refinado, como os presentes em balas e refrigerantes e cuidado com lanches muito ricos em amido. Escove os dentes logo após comer.

Não fume. O tabaco em qualquer forma está relacionado a um risco elevado de câncer na boca e na garganta, sem falar em doenças cardíacas e outras doenças sérias.

Converse com seu médico caso você tenha a boca seca, pode ser que ele troque a medicação. Caso isso não ocorra, então beba bastante água, masque gomas sem açúcar e evite o álcool, que tende a desidratar seu organismo.

Use um enxaguante bucal antibacteriano. Quando utilizado com a escovação e o fio dental, um enxaguante bucal antibacteriano pode reduzir o acúmulo de placa.

Manter seus dentes impecáveis conforme você envelhece requer algumas práticas de senso comum. Também é importante visitar regularmente um dentista profissional, porque ele poderá oferecer ainda mais recomendações e dicas de saúde bucal. Portanto, não se esqueça de seus check-ups odontológicos.

Cuidar da saúde bucal é importante em qualquer idade

Cuidar da sua boca é sempre essencial. Experimente um de nossos produtos para ajudar a manter os sorrisos saudáveis em qualquer idade.