Boca aberta durante exame oral no dentista

Tratamentos eficazes para a doença periodontal

Seu dentista informou recentemente que você tem doença periodontal? Você não está sozinho. Também conhecida como periodontite, essa doença afeta quase metade dos americanos com mais de 30 anos de idade, de acordo com um estudo recente do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Quando ela não é tratada, o desfecho lamentável muitas vezes é a perda de dentes. Mas hoje em dia, com tantas opções de tratamento eficazes disponíveis para a doença periodontal avançada, a perda de dentes pode ser evitada. Este artigo abordará os sinais, fatores de risco e vários métodos terapêuticos para o tratamento da doença periodontal. Esperamos poder tranquilizá-lo, para que você tenha confiança em sua decisão de prosseguir com o tratamento da doença periodontal!

Da gengivite à periodontite

Um indicador importante de doença periodontal é a inflamação, que é a forma do corpo se defender e se proteger contra infecções. Pense nesse mecanismo de defesa como um baiacu inflando seu corpo para afugentar os predadores! Embora você queira evitar lidar com a inflamação da gengiva, é essencial saber reconhecer e agir após os sinais e sintomas da doença periodontal. A doença periodontal é uma doença sorrateira e progressiva.

Vejamos o porquê: a primeira etapa, chamada gengivite, ocorre quando a placa bacteriana não é completamente removida dos dentes. Quando a gengivite não é tratada, a periodontite pode entrar em jogo. As toxinas resultantes desse acúmulo de placa bacteriana afetam o tecido gengival, o osso e os ligamentos que sustentam os dentes. Como a infecção faz com que a periodontite se dissemine para o osso e tecidos de suporte dos dentes, eles podem ficar moles e precisar ser extraídos. Mas mesmo os casos avançados de doença periodontal não precisam evoluir até esse ponto.

Prevenção precoce e reversão da gengivite

Provavelmente você está se perguntando: a doença periodontal é reversível? Embora a doença periodontal avançada possa exigir intervenções mais complexas, é possível reverter a gengivite. Ela pode ser revertida com a escovação e o uso do fio dental diariamente e cuidados dentários profissionais regulares, conforme ressaltado pelo Instituto Nacional de Pesquisa Dental e Craniofacial dos Estados Unidos (NIDCR). Como sua rotina de cuidados bucais em casa é fundamental para combater a doença periodontal, você deve usar os produtos mais adequados para você. Por exemplo, nem todos são fãs do uso do fio dental (também conhecido como limpeza interdental). O Instituto Nacional de Pesquisa Dental e Craniofacial dos Estados Unidos observa que você pode usar um irrigador dental para a limpeza entre os dentes. Há também os enxaguantes bucais para tratar a gengivite, por isso, faça bochechos com esse produto depois de escovar os dentes e passar o fio dental. O dentista pode prescrever um enxaguante bucal antimicrobiano para ajudar a reduzir as bactérias nas áreas de difícil acesso. Por último, analise sua dieta. Evite alimentos e bebidas com muito açúcar, pois eles contribuem para a cárie dentária. Em vez disso, tenha uma dieta bem balanceada, com muita hidratação, legumes e verduras, frutas, grãos integrais, carnes e laticínios para fortalecer seu sistema imunológico e deixá-lo pronto para combater doenças!

Riscos comuns da gengivite

A doença periodontal é uma resposta do organismo às bactérias nocivas que se instalam nos dentes na forma de placa bacteriana. Embora as bactérias sejam a causa principal, outros fatores podem aumentar a gravidade do problema. Entre esses fatores estão o fumo, alterações hormonais em meninas ou mulheres, diabetes e medicamentos que causam boca seca, comprometendo a capacidade do organismo de combater as infecções. Como apontado pelo Instituto Nacional de Pesquisa Dental e Craniofacial dos Estados Unidos, a genética familiar pode tornar algumas pessoas mais propensas à doença periodontal severa.

Primeiros sinais da gengivite

Embora o inchaço e o sangramento da gengiva sejam notados como os primeiros sinais da gengivite, existem outros sinais. Reconhecer e tratar os primeiros sinais da gengivite permite interromper a progressão dessa doença antes que ela afete o osso que envolve os dentes. Estes são os sinais e sintomas reversíveis da gengivite aos quais você deve estar atento:

  • Gengiva vermelha ou inchada (a gengiva saudável é rosa e firme)
  • Sangramento na gengiva ao escovar os dentes ou passar o fio dental
  • Mau hálito
  • Acúmulo excessivo de tártaro
  • Dentes sensíveis

Tipos de doença periodontal

Existem diferentes formas de doença periodontal, mas as mais comuns são as seguintes:

  • Gengivite crônica. Uma forma reversível e mais leve de doença periodontal, caracterizada por inflamação, vermelhidão e sangramento da gengiva. Não há perda óssea com a gengivite e, como já foi dito, ela é facilmente evitável!
  • Periodontite agressiva. Perda rápida do ligamento periodontal e destruição óssea em um curto período de tempo.
  • Periodontite crônica. A forma mais comum de periodontite. Progride lentamente.
  • Doença periodontal necrosante. Infecção resultante da morte do tecido gengival que envolve os dentes e do osso de suporte. Os sintomas comuns são um odor desagradável e sangramento e dor na gengiva.

Opções de tratamento profissional para doença periodontal avançada

Tratamento não cirúrgico

A primeira etapa no tratamento da doença periodontal é uma abordagem não cirúrgica conservadora, chamada raspagem e alisamento radicular (RAR). O dentista faz esse tratamento por meio da raspagem e remoção da placa bacteriana e do tártaro dos dentes e superfícies radiculares com instrumentos específicos para esse fim. Depois, o profissional faz a raspagem para alisar as áreas irregulares nas raízes para evitar que as bactérias voltem a se acumular facilmente. Às vezes, esse procedimento pode exigir mais de uma consulta. A administração de um anestésico local pode ajudar a evitar qualquer desconforto. Após esse processo, a gengiva cicatriza e se fixa novamente na superfície saudável e limpa dos dentes. Depois de algumas semanas, o dentista avaliará a cicatrização e decidirá se é necessário um tratamento adicional.

Procedimento para redução da bolsa periodontal

Se você tem periodontite mais grave, provavelmente tem dúvidas sobre como restaurar a limpeza dos dentes e como reparar os dentes amolecidos pela doença periodontal. Se o tecido gengival não se aderir bem ao redor do dente depois da raspagem e do alisamento radicular, talvez não seja possível manter limpa a área profunda da bolsa periodontal. Isso significa que você é um candidato à redução da bolsa periodontal ou cirurgia a retalho. Ao dobrar o tecido gengival para trás, o dentista pode remover bactérias infecciosas e alisar áreas danificadas do osso. Em seguida, o tecido gengival é reinserido no osso saudável.

Enxerto gengival

Se as raízes dos dentes estão expostas por causa da retração gengival, provocada pela doença periodontal, os enxertos de gengiva podem recobri-las. O dentista retira o tecido do palato ou de outra região e o utiliza para cobrir as raízes de um ou mais dentes. Cobrir as raízes expostas ajuda a reduzir a sensibilidade e as protege contra a cárie, ao mesmo tempo em que interrompe a retração gengival e a perda óssea.

Terapia a laser

Os lasers revolucionaram vários setores, e a odontologia não é exceção. Embora a terapia periodontal a laser ainda seja uma técnica recente, demonstra resultados promissores para os pacientes elegíveis a esse tipo de tratamento. Existem alguns benefícios evidentes dessa nova terapia, entre eles, a capacidade do laser de atacar a doença com precisão, de forma menos invasiva, e o tempo de recuperação mais curto. Não há provas suficientes que demonstrem que a terapia a laser é melhor do que outras formas de terapia para a doença periodontal. Será de grande ajuda se você conversar com seu dentista sobre todas as opções de tratamento disponíveis. É sempre melhor ter cuidado com as decisões odontológicas.

Remoção de um abscesso periodontal

Um abscesso periodontal pode às vezes ocorrer devido à doença periodontal avançada. Esse abscesso manifesta-se como uma lesão vermelha e inchada na margem gengival. Se de repente você sentir uma dor aguda na gengiva, é melhor consultar um dentista rapidamente, pois quanto mais cedo um abcesso for tratado, melhor! O tratamento da infecção da gengiva nesse caso geralmente envolve a drenagem do abscesso e a limpeza profunda da área. Os antibióticos também podem ajudar a garantir a cura da infecção.

Pericoronarite

Algumas infecções gengivais podem ocorrer quando um dente (geralmente um dente do siso) tenta irromper, mas fica retido ou impactado. Um pequeno retalho de tecido gengival se forma sobre esse dente. Se houver acúmulo de alimentos nesse retalho da gengiva, as bactérias podem se proliferar, levando à infecção por pericoronarite. Normalmente, o dentista o instruirá a enxaguar a boca com água e sal para remover os alimentos ou detritos presos. Se as bactérias persistirem, poderá então prescrever um ciclo de antibióticos.

Procedimentos regenerativos

O enxerto ósseo é um procedimento cirúrgico que promove o crescimento do osso em uma área afetada pela doença periodontal. Durante esse tipo de tratamento, o dentista eliminará as bactérias e, em seguida, enxertará o osso natural ou sintético na área onde há perda óssea. Nesse procedimento, o dentista também poderá usar proteínas que estimulam os tecidos para ajudar o organismo a regenerar efetivamente os ossos e tecidos.

Por que agir rapidamente no tratamento da doença periodontal é importante?

Se você conseguiu ler todas essas opções de tratamentos, ficamos impressionados! Sem dúvida, é muita informação para digerir de uma só vez, especialmente quando se trata de um diagnóstico de doença periodontal. Mas acreditamos que conhecimento é poder, e saber perguntar ao dentista sobre essa variedade de tratamentos para a doença periodontal o ajudará futuramente.

Quanto mais cedo você procurar tratamento, melhores serão suas chances de preservar seus dentes e sua saúde. Embora o plano odontológico muitas vezes cubra o tratamento da doença periodontal, existem muitas opções para pessoas sem plano. Basta pesquisar um pouco! Por exemplo, as faculdades de odontologia têm clínicas para que os alunos adquiram experiência prática com a realização de vários procedimentos. Os procedimentos são realizados sob a supervisão de um dentista experiente habilitado, normalmente de forma gratuita ou por um valor reduzido. Além disso, as unidades de saúde públicas oferecem serviços odontológicos acessíveis com base em sua renda.

Além de implementar hábitos de vida saudável, como cortar o açúcar e ter uma rotina diária rigorosa de higiene bucal, o dentista recomendará que você fique de olho em sua saúde periodontal com check-ups e consultas odontológicas mais frequentes. Quando se trata de doença periodontal, "um grama de prevenção vale por um quilo de cura".

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.