mulher de blusa branca sorrindo

O que pode significar a gengiva de cor vermelha para as mulheres

As variações e mudanças nos níveis de hormônios sexuais femininos podem causar mudanças no corpo e na saúde da boca. Se você estiver fazendo as seguintes perguntas: Por que minha gengiva está vermelha? A gengiva vermelha indica outro problema com minha saúde bucal? Vamos ajudá-la a entender com o que a gengiva vermelha normalmente está associada, qual a relação da gengiva com seus hormônios e o que você pode fazer.

Gengiva vermelha nas mulheres

Nossos hormônios têm efeitos de amplo alcance em todo o cérebro e o corpo, que impactam no nosso humor e bem-estar. Quando se trata da saúde bucal, o sexo pode afetar o risco de desenvolver várias doenças. Muitas mulheres descobrem que a gengiva está vermelha ou inchada nos momentos de mudança hormonal, como durante a gravidez, a puberdade, a menopausa ou a menstruação. Você também pode notar a gengiva vermelha ao tomar medicamentos ou anticoncepcionais que afetam os hormônios.

Então, o que significa ter a gengiva vermelha? Gengiva vermelha, inchada ou sensível é um sintoma de doença gengival, também conhecida como doença periodontal. As oscilações hormonais aumentam o risco de ter esse problema.

Os sintomas de doença periodontal podem incluir:

  • Gengiva vermelha, inchada ou sensível
  • Sangramento durante a escovação ou o uso do fio dental
  • Mau hálito ou gosto ruim na boca
  • Espaço entre os dentes e a gengiva
  • Sensação de amolecimento dos dentes
  • Mordida desalinhada

Mesmo que você não apresente nenhum sinal de alerta, ainda é possível ter doença periodontal. Felizmente, o dentista pode ajudar a diagnosticar esse problema e orientá-la sobre as melhores maneiras de tratá-lo e preveni-lo. Enquanto isso, reunimos algumas informações úteis abaixo.

Alterações hormonais

Qualquer medicamento, doença ou estágio da vida que afete os hormônios sexuais pode aumentar o risco de gengivite (doença periodontal em estágio inicial) e periodontite (doença periodontal avançada). Uma razão para isso é que as mudanças nos níveis dos hormônios sexuais femininos, estrogênio e progesterona, aumentam a resposta inflamatória, de acordo com a revista Journal of Natural Science, Biology, and Medicine.

Mesmo que a oscilação hormonal possa aumentar o risco de doença periodontal, ela não é a causa direta da doença. A doença periodontal é causada pela placa (também conhecida como biofilme) e por bactérias, que se acumulam na presença de cuidados dentários inadequados ou de uma dieta pouco saudável.

As mudanças hormonais que aumentam o risco de vermelhidão na gengiva e de doença periodontal podem incluir:

  • Puberdade
  • Menstruação
  • Contraceptivos hormonais (anticoncepcionais)
  • Medicamentos que afetam os hormônios
  • Distúrbios hormonais
  • Gravidez
  • Menopausa

Dica útil: Se você estiver passando por problemas hormonais, tenha certeza de que os especialistas podem ajudar. O clínico geral pode ajudá-la no diagnóstico e tratamento ou encaminhá-la a um especialista em hormônios conhecido como endocrinologista.

Tratamento e prevenção

Não importa a causa das mudanças hormonais, as medidas corretas a serem tomadas para o tratamento e prevenção são as mesmas. Você ficará feliz em saber que a doença periodontal em estágio inicial (também conhecida como gengivite) muitas vezes pode ser revertida com mudanças no estilo de vida. Mesmo que as variações hormonais aumentem a resposta inflamatória e o risco de doença periodontal, está em suas mãos evitar o acúmulo de bactérias e de placa bacteriana!

É fundamental tomar medidas para tratar e prevenir a vermelhidão na gengiva e a doença periodontal porque, se não forem tratadas, podem piorar e causar outros problemas dentários importantes. Quanto mais cedo você tratar a causa subjacente da doença periodontal, mais fácil será o seu tratamento.

Entre as medidas para tratar ou prevenir vermelhidão na gengiva e a doença periodontal podemos citar:

  • Escovar os dentes cuidadosamente durante dois minutos, duas vezes ao dia, com uma escova de cerdas macias
  • Limpar cuidadosamente entre os dentes uma vez por dia, usando fio dental, um dispositivo de limpeza ou uma escova interdental.
  • Fazer bochechos com um enxaguante bucal antisséptico para ajudar a manter a gengiva saudável
  • Evitar fumar e fazer uso de produtos de tabaco
  • Ter uma alimentação equilibrada com poucos alimentos e bebidas excessivamente açucarados ou ácidos
  • Ir ao dentista para fazer exames regulares

Caso a doença periodontal tenha progredido de gengivite para periodontite, você precisará de tratamento especializado. A placa não removida corretamente durante a rotina de cuidados bucais pode se transformar em tártaro e se acumular sob a gengiva, e você não conseguirá removê-lo por conta própria. Se você acha que está com doença periodontal avançada, é imprescindível marcar uma consulta com o dentista.

Ao se informar sobre os detalhes das mudanças hormonais e da doença periodontal, você deu o primeiro passo importante. Agora você está munida de informações para tratar e prevenir o avanço da doença periodontal inicial e evitar outros problemas bucais no futuro.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.