Jovem com dor no dente

Possíveis causas da dor de dente: nem sempre é cárie

Vamos partir do princípio de que você leva a sua saúde dental muito a sério. Você nunca falta as suas consultas odontológicas semestrais, escova os dentes pelo menos duas vezes por dia e e observa o que come quando se trata de doces e alimentos processados. Mas mesmo que sua rotina de higiene bucal seja impecável e você sempre receba estrelinhas do(a) dentista, isso não significa que você nunca sentirá dor de dente. E a cárie pode até ser a culpada mais provável da dor, mas existem outras possíveis causas que você precisa ter em conta. Na verdade, elas podem ir do bruxismo à sinusite. E nem sempre você e outras pessoas fazem esse tipo de associação. Daí a importância de conhecer melhor esse assunto aqui com esse conteúdo. Vamos ver os diferentes tipos de dor de dente, suas possíveis causas e por que é crucial procurar orientação do(a) dentista quando a dor dura mais de um ou dois dias.

A sensibilidade dentinária (ou sensibilidade nos dentes)

Se você sentir dores agudas ao ingerir alimentos e líquidos com temperaturas extremas, por exemplo, isso é a sensibilidade dando sinal. Ou seja, você pode ter dentes sensíveis. A chamada sensibilidade dentinária acontece quando a camada interna do dente, conhecida como dentina, fica exposta. E esse tipo de dor de dente acontece mesmo quando você não tem cárie. A dentina geralmente fica exposta quando há desgaste do esmalte ou recessão gengival. Estas coisas podem ocorrer devido a uma escovação excessiva, trauma, ou outro motivo. Viu como tem mais coisa que pode te dar dor de dente?

Algumas dores de dente são mais graves

Se você sentir dor de dente aguda ao morder um alimento, por exemplo, a causa pode ser um dente rachado ou quebrado. Já uma dor latejante e constante pode ser resultado de um dente com abscesso ou uma infecção. Se for isso, consulte o(a) dentista para tratar esse problema o mais rápido possível. Principalmente porque se o seu dente tiver um abscesso, a infecção tem o potencial de se espalhar para a boca ou pescoço.

A dor pode não ser nos dentes

Lembra que falamos no início deste texto de uma rotina impecável de cuidado dos seus dentes? Por isso, se você não tem cárie (visite o(a) dentista regularmente para se certificar disso), mas sente uma dor que parece vir do dente, existem outras razões para isso.

A sinusite também faz o dente doer. Uma infecção sinusal, por exemplo, é uma causa menos comum, mas significativa, de dor de dente. Sabia? Se apenas os dentes superiores de ambos os lados do rosto estiverem doloridos, a sinusite pode ser a culpada. Esse tipo de dor de dente geralmente é acompanhada ou precedida por congestão nasal e sensibilidade ao redor dos seios nasais. Se você suspeita de que esta é a causa de sua dor de dente, consulte seu médico para falar sobre a prevenção e o tratamento da sinusite.

Atenção à sua mandíbula

Imagine que a dor esteja na mandíbula mais do que apenas em um dente específico.

Nesse caso, a causa pode ser as disfunções temporomandibulares. Você pode ter esse distúrbio por causa de uma lesão mais direta ou de um trauma na mandíbula, bruxismo, artrite ou até um câncer que afete essa região do seu corpo. Os sisos também podem ser a fonte da dor

Se você ainda tem seus sisos, os dentes molares "impactados" também podem estar causando dor na mandíbula.

Explicando: seus dentes molares são impactados quando não há espaço na parte de trás da boca para que eles erupcionem corretamente.

Consulte o(a) dentista para confirmar

Mesmo que sua dor de dente seja mais um incômodo do que exatamente uma dor aguda, isso não quer dizer que você possa deixar de investigar a causa desse desconforto. A dor intermitente pode parecer apenas um inconveniente que não merece atendimento imediato no consultório do(a) dentista, mas esperar até a situação piorar nunca é a melhor opção. Seja qual for o tipo ou intensidade da sua dor de dente, o melhor é falar com um profissional para marcar uma consulta.

Existe um outro motivo essencial pelo qual você deve visitar o(a) seu(ua) dentista em caso de uma dor de dente.

  • Novas pesquisas destacam o receio de pesquisadores com alguns medicamentos de venda livre (sem receita médica) para alívio da dor de dente,
  • A benzocaína, um ingrediente encontrado em muitos géis para dor de dente, por exemplo, tem sido associada a uma doença rara, mas às vezes mortal, chamada metemoglobinemia.

Por isso, seu(sua) dentista pode te ajudar a determinar se um remédio contendo benzocaína é adequado à sua situação e quanto dele é seguro para si.

Tudo bem: nem sempre é fácil saber a causa da dor de dente. A ajuda profissional vai te ajudar a entender melhor a origem da dor, como minimizá-la e o tratamento ideal. E como você não tem todos os conhecimentos para descobrir de onde vem a dor no dente, levar o incômodo a sério é fundamental. Daí a parceria com o(a) dentista. E enquanto não chega a hora da consulta, lembre-se de ver nossas dicas caseiras para lidar com dor no dente. Mas sempre levando em conta que elas são paliativas, combinado?

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.