A Demora Na Irrupção Dos Dentes De Leite Pode Significar Mais Consultas Ao Dentista

A necessidade de tratamento ortodôntico de uma criança ou adulto jovem pode ser geneticamente determinada antes do nascimento, segundo um estudo recente.

Pesquisadores do Reino Unido e da Finlândia estudaram o desenvolvimento dos dentes de leite em cerca de 6 mil indivíduos para identificar possíveis variantes genéticas associadas com problemas dentais na vida adulta.

O estudo foi publicado no periódico PLoS Genetics.

Os códigos genéticos dos participantes do estudo foram rastreados desde o início da gravidez da mãe até a vida adulta através de dois estudos de grande alcance – o Coorte de Nascimento do Norte Finlandês de 1966 e o Estudo Longitudinal Avon de Pais e Filhos.

Os pesquisadores identificaram cinco genes associados com o aparecimento do primeiro dente de leite e também com o número de dentes que a criança tem com um ano de idade. Observaram também que aqueles que tinham o gene associado com irrupção tardia tinham risco 35% maior de necessitar de tratamento ortodôntico aos 30 anos.

Os autores do estudo observam que as anomalias no desenvolvimento dental são comuns e que a ausência de dentes afeta até 10% das pessoas.

"Essas anomalias contribuem para uma variedade de tratamentos ortodônticos, protéticos e cirúrgicos complicados e caros, e respondem por aproximadamente 6% de todas as consultas odontológicas", dizem os autores. "Estudos adicionais da associação do genoma com processos do desenvolvimento durante a infância podem estabelecer se as determinantes genéticas do desenvolvimento da criança podem contribuir com o estudo de doenças crônicas, como câncer, que ocorrem numa fase mais tardia da vida.”

© 2018 Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Cuidar da higiene bucal pode ser divertido!

Confira as dicas, jogos e vídeos oferecidos por Colgate Tandy para manter a higiene bucal das crianças em dia.