Mancha branca na língua: isso é grave?

Uma mulher é sua criança sorrindo no parque

Você pode notar uma mancha branca na língua após sentir desconforto ou ao olhar dentro da boca após escovar os dentes. A maioria dessas manchas ou placas desaparece sozinha, mas vale a pena consultar um dentista para uma avaliação se a mancha persistir. Candidíase oral, aftas e leucoplasia são as causas mais comuns de manchas brancas na língua. Veja abaixo algumas condições que podem causar manchas brancas na língua e saiba quando você deve consultar o dentista.

Candidíase oral

A candidíase oral, que é o crescimento excessivo de um fungo naturalmente presente no organismo humano, em geral ocorre quando o sistema imunológico está enfraquecido. Bebês, pessoas que usam dentadura, pacientes com câncer, HIV e outras doenças que comprometem o sistema imunológico, pacientes com anemia e diabetes, fumantes e pessoas que sofrem de boca seca têm um risco maior do que o normal de desenvolver candidíase oral. O uso de antibióticos também pode desencadear um episódio.

Raramente é grave, mas uma infecção duradoura pode exigir tratamento. Lesões brancas pastosas na língua são um sinal de candidíase; outros sintomas incluem:

  • Manchas brancas em outras áreas da boca.
  • Lesões que parecem queijo branco.
  • Cantos da boca e lábios avermelhados e rachados.
  • Perda do paladar.
  • Boca seca ou xerostomia.

As placas brancas da candidíase oral geralmente são removidas com raspagem, mas isso também pode causar um leve sangramento.

Afta

Uma mancha branca na língua com borda avermelhada e inflamada provavelmente é uma afta. Essas lesões comuns e recorrentes podem ser pequenas ou grandes e aparecer sozinhas ou em grupos. As aftas costumam ser dolorosas e não são removidas com raspagem.

Vírus, bactérias e distúrbios do sistema imunológico são algumas das causas suspeitas das aftas. Trauma, alergias, estresse, tabagismo, deficiência de ferro e vitaminas tornam a pessoa mais suscetível.

Leucoplasia

Manchas brancas ou acinzentadas chamadas leucoplasia costumam aparecer na gengiva, no assoalho da boca ou no interior das bochechas e, às vezes, na língua. Esfregar ou raspar essas manchas não altera sua aparência ou textura, que pode ser espessa ou endurecida.

De acordo com a Oral Cancer Foundation, mascar ou fumar tabaco e consumir bebidas alcoólicas são as causas da maioria dos casos de leucoplasia, e cerca de 75% dos usuários de tabaco mascável ou inalável desenvolvem leucoplasia. Essa condição também envolve um pequeno risco de evoluir para câncer de boca.

Leucoplasia pilosa

Manchas brancas de aspecto capilar que aparecem nas bordas laterais da língua como sulcos ou dobras são sintomas de leucoplasia pilosa. De acordo com a Mayo Clinic, essas manchas resultam da infecção pelo vírus Epstein-Barr (EBV), que permanece no organismo por toda vida de forma latente, até que o sistema imunológico enfraquecido desencadeie uma crise.

Quando devo ir ao dentista?

Se uma mancha branca na língua não desaparecer após uma semana a dez dias, procure um médico para que seja examinada. Algumas condições, como candidíase, podem desaparecer por conta própria, mas é sempre aconselhável consultar o médico ou dentista para ter certeza de que não há outro problema por trás disso.

Para ajudar a manter o hálito fresco e a boca saudável e a reduzir os riscos de manchas brancas e outros problemas, escove os dentes duas vezes ao dia com um creme dental fluoretado. A maioria das pessoas apresenta manchas brancas na língua em algum momento na vida e, para muitas, isso é comum. Embora, em geral, as manchas não sejam prejudiciais, elas podem ser um sinal de algo mais grave. Se você estiver preocupado com alguma mancha, uma avaliação no dentista pode tranquilizá-lo.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS