Anatomia dental: conheça as partes dos dentes

mulher sorrindo na câmara

Você já se perguntou de que partes é formado um dente? Cada parte de um dente tem funções e propriedades específicas. O site Simple Steps to Better Dental Health da Aetna descreve as principais partes da anatomia dental, incluindo esmalte, dentina, cemento, raiz e canal radicular no interior do dente. Dentes danificados, especialmente dentes com esmalte trincado ou desgastado, são muito suscetíveis à cárie. A doença periodontal avançada, outra condição que ameaça a saúde bucal, ataca o osso dos dentes e pode causar perda dentária. Compreender a função de cada parte de um dente e as etapas necessárias para manter os dentes saudáveis com cuidados em casa e avaliações regulares são componentes importantes da educação em saúde bucal para você e sua família.

Esmalte dos dentes

O esmalte dos dentes é uma barreira protetora que envolve a parte visível do dente. É composto por minerais fortes, incluindo fosfato de cálcio. O esmalte dos dentes é a substância mais dura do corpo humano. O esmalte saudável é resistente a bactérias que causam a cárie. Devido à sua composição mineral, o esmalte dos dentes é translúcido. Felizmente, o esmalte pode ser fortalecido. O fluoreto, um mineral comum, ajuda a repor a perda mineral do esmalte dos dentes. Os pais podem ajudar a fortalecer o esmalte dos dentes dos seus filhos em casa com cremes dentais fluoretados. Os dentistas também oferecem tratamentos especiais com fluoreto. Eles costumam ser administrados às crianças para ajudar a manter os dentes fortes e livres de cárie.

Dentina

A dentina se encontra debaixo do esmalte do dente e do cemento que se forma ao longo das raízes dos dentes. Feito de material e tecido celular vivo, a dentina forma a maior parte da estrutura de um dente. A dentina é um tecido semelhante ao osso que contém túbulos microscópicos. Ao contrário do esmalte, a dentina exposta é altamente suscetível às bactérias que causam cárie dentária. Além disso, a exposição pode causar sensibilidade dentinária.

Cemento

O cemento é uma camada que recobre as raízes dos dentes e é semelhante ao esmalte, mas é menos duro. O cemento ajuda na estabilidade radicular, aderindo-se às fibras que ancoram o dente ao osso alveolar.

Raiz

Assim como as raízes de uma árvore ajudam a fixá-la ao solo, as raízes de um dente ancoram-no ao osso alveolar, permitindo que os dentes resistam à força aplicada na mordida e mastigação de alimentos todos os dias. De acordo com a Academia Americana de Periodontia, uma das principais ameaças à saúde das raízes de um dente é a doença periodontal. Essa doença relacionada aos cuidados bucais é causada por bactérias da placa bacteriana que invadem o tecido gengival e o osso alveolar, causando a destruição do osso que mantém os dentes no lugar. As raízes dentárias são essenciais para manter a saúde dos dentes. Até mesmo crianças podem desenvolver doença periodontal. Manter hábitos saudáveis de higiene bucal — incluindo uso do fio dental e escovação — é uma maneira fácil de manter a boca saudável com cuidados domiciliares. A limpeza dentária regular para você e sua família também combaterá o tártaro e, consequentemente, a doença periodontal.

Canal radicular ou pulpar

Localizado no interior do dente em uma câmara oca está o canal radicular ou pulpar. Um dente pode ter uma única raiz, ou até duas ou três, como alguns pré-molares e os molares. Ele abriga material celular, incluindo a polpa e as raízes dos dentes. Essa área do dente é extremamente sensível e é responsável por fornecer o fluxo sanguíneo e os nutrientes necessários para manter os dentes vivos. Quando essa área é danificada ou infectada por cárie extensa e trauma, o tratamento do canal radicular é frequentemente necessário para evitar a extração do dente.

Aprender a anatomia dental básica ajudará você a entender como os problemas de saúde bucal se desenvolvem para que possa ensinar hábitos saudáveis de cuidados bucais aos seus filhos. Explicar a composição biológica exclusiva dos dentes para seus filhos também pode ser uma maneira divertida e produtiva de apresentar conceitos biológicos de uma forma fácil de entender.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.