O que é o músculo bucinador?

Menina rindo com cara de felicidade

Provavelmente, você não reflete conscientemente sobre como é capaz de mastigar os alimentos sem morder várias vezes o interior das bochechas, mas quando comemos, há um músculo rígido trabalhando para manter as bochechas a uma distância confortável dos dentes. Esse músculo é chamado de músculo bucinador.

Localização

Abra a boca e coloque a mão na cavidade que forma nas bochechas, entre a maxila e a mandíbula. Você está tocando na área em que o músculo bucinador está localizado. De acordo com o livro Anatomy and Physiology, o bucinador forma a maioria das paredes das bochechas e fica entre o revestimento mucoso e a pele externa. Várias glândulas estão localizadas entre o bucinador e a mucosa, e seus ductos se abrem na parte posterior da boca, próximo aos molares.

Qual a função do músculo bucinador?

O músculo bucinador tem várias funções especializadas e é apenas um dos vários músculos faciais que usamos para mastigar e fazer expressões faciais. O site StatPearls explica que o bucinador desempenha um papel importante na mastigação, pois nos impede de morder as bochechas enquanto comemos. Enquanto mastigamos, ele trabalha em conjunto com os músculos masseter, temporal, pterigoideo medial e pterigoideo lateral, que movem a mandíbula.

Outra função importante do bucinador é controlar o fluxo de ar pela boca. De acordo com outro livro chamado Anatomy & Physiology, é graças ao bucinador que podemos aspirar e soprar o ar e assobiar. Você usaria esse músculo ao tocar trompete, por exemplo.

Os músculos faciais nos permitem fazer diversas expressões usadas para a comunicação não verbal, e o bucinador não é uma exceção. Outra de suas funções é ajudá-lo a formar seu sorriso, relata o livro Anatomy and Physiology. Ao fazer expressões faciais como um sorriso, o bucinador não funciona sozinho. De acordo com o StatPearls, outros músculos de expressão que estão intimamente relacionados ao bucinador incluem o orbicular da boca e o zigomático maior e menor.

Problemas com o bucinador

  • Síndrome da dor miofascial

    O Merck Manuals observa que a síndrome da dor miofascial é um distúrbio comum da região ao redor da articulação temporomandibular. Indivíduos com esse distúrbio têm pontos de desencadeamento nos músculos, que são áreas sensíveis que causam dor e desconforto. Os pontos de desencadeamento localizados no bucinador podem ser ativados ao tocar instrumentos de sopro com frequência ou ao usar aparelho ortodôntico mal ajustado, de acordo com o livro Myofascial Pain and Dysfunction. Analgésicos, protetores oclusais e relaxantes musculares são algumas das possíveis opções de tratamento, explica o Merck Manuals.
  • Espasmo hemifacial

    O bucinador também está envolvido em um distúrbio menos comum: espasmo hemifacial. O StatPearls descreve o espasmo hemifacial como um distúrbio neuromuscular do movimento caracterizado por espasmos involuntários dos músculos faciais em um lado da face. A principal causa é a compressão do nervo facial devido a anomalias nas artérias, mas o espasmo também pode ser um sintoma de lesão cerebral ou trauma na face. Para tratar esse distúrbio, o médico pode recomendar injeções de toxina botulínica, medicamentos orais ou cirurgia.

Se sentir desconforto ou dor nas bochechas ou em outras áreas do rosto, consulte o médico ou dentista, que o ajudará a determinar a causa e os melhores próximos passos para o tratamento.

Sem os músculos bucinadores, morderíamos as bochechas ao mastigarmos e não conseguiríamos soprar ou aspirar o ar. Além disso, não poderíamos tocar certos instrumentos sem esses músculos úteis em cada lado do rosto. Portanto, da próxima vez que mastigar ou assobiar, lembre-se do músculo bucinador e de tudo o que ele faz por você.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.