Câmara pulpar do dente: o que é e como funciona

homem no dentista realizando procedimento odontológico

A câmara pulpar do dente é a área interna do dente que abriga sua polpa. Se o esmalte do dente estiver comprometido, como ocorre em uma cárie, as bactérias podem entrar na câmara e afetar a polpa dentária. Saiba como proteger a área da câmara e a polpa.

Como Funciona a Câmara Pulpar

O dente é um sistema de revestimento com camadas naturais para atender a duas funções predominantes. O esmalte duro ajuda a triturar os alimentos para auxiliar na digestão. A câmara pulpar é a região viva do dente, que abriga sua camada mais interna e macia, chamada polpa dentária, composta pelos nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo, explica a Associação Americana de Odontologia. Toda a câmara é cercada pela rígida dentina, que é protegida pelo esmalte. O fluxo sanguíneo nessa área mantém a polpa e os nervos saudáveis. Você pode pensar nela como o coração do dente. Uma vez comprometida, a principal preocupação do dentista é salvar essa área para manter o dente vivo.

De acordo com o National Institutes of Health, a câmara pulpar é a parte da cavidade interna do dente situada na coroa. A porção dessa cavidade interna que se estende até a raiz é chamada de canal radicular.

Tratamento de complicações da câmara pulpar

A cárie dentária causada pelo enfraquecimento do esmalte pode atingir a câmara pulpar e expor a polpa sensível. Ocorrem complicações quando as bactérias invadem essa área e causam infecção. Essa infecção, chamada de pulpite, pode causar a morte da raiz e a perda do dente. O dentista pode recomendar um tratamento de canal para salvar o dente. Se não tratada, a infecção pode afetar gravemente todas as áreas adjacentes do dente. Nesses casos, a extração dentária pode ser o único tratamento.

Qualquer tipo de infecção bucal será tratado pelo dentista de acordo com a gravidade e a causa. É sempre melhor marcar uma consulta com o dentista para identificar o problema. Quando uma cárie não atinge a câmara pulpar, basta uma restauração. Mas se a polpa for infectada ou se a raiz morrer, pode ser necessário um tratamento de canal ou uma extração.

Dicas para manter a câmara pulpar saudável

Felizmente, existem muitas coisas fáceis que você pode fazer diariamente para manter a câmara pulpar saudável. Primeiro, faça o possível para controlar o vício por doces. O ácido produzido após a ingestão de doces destrói o esmalte dos dentes. Se você ceder à tentação de comer um doce, faça um bochecho com água logo em seguida. Também não esqueça de manter bons hábitos de higiene bucal. Use fio dental e escova os dentes duas vezes ao dia para combater os germes e prevenir a cárie.

Se você sentir algum incômodo na boca, não espere! Agende uma consulta com o dentista. Quanto mais rápido você procurar o atendimento de um profissional, melhor se sentirá e mais saudável será o seu sorriso.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.