Orbicular da boca: o músculo usado para fazer bico

mulher mandando beijo com a mão

O músculo orbicular da boca é que aquele que circunda a boca e permite contrair e fechar os lábios. Por que você deveria saber sobre a localização e a função desse músculo? Conhecer as partes da boca e as funções associadas a cada uma delas pode nos ajudar a entender melhor como comemos, falamos e respiramos.

O "músculo do beijo" e a anatomia facial

Também conhecido como "músculo do beijo" por ser usado para fazermos bico, o orbicular da boca é um anel muscular que circunda a boca. As fibras do músculo estão dispostas em várias direções, e não como anéis circulares uniformes. De acordo com o site Anatomy Next, esse músculo se origina próximo ao meio do rosto, na maxila (o maxilar superior que se conecta ao crânio) e na mandíbula (maxilar inferior), circundando a boca nos cantos. Esse músculo está fixado aos lábios.

Função do músculo orbicular da boca

O Anatomy Next explica que esse músculo tem duas partes: a parte marginal, que auxilia no fechamento da boca, e a labial, que projeta os lábios para fora. As duas partes desse músculo importante nos permitem fazer biquinho para beijar e outras expressões faciais. Esse anel muscular também ajuda na tarefa de expelir o ar da boca à força, permitindo fazer tudo, desde cuspir sementes de melancia até tocar instrumentos musicais, como trompete.

Os músculos labiais conseguem se mover e são sensíveis à temperatura e à dor graças ao sétimo par de nervos cranianos, o nervo facial (NC VII), que se move através deles. Esse mesmo nervo auxilia no paladar, produz as lágrimas e a saliva e move outras partes do rosto, como explica o Family Practice Notebook.

Distúrbios que afetam os músculos faciais

Alguns distúrbios genéticos e do desenvolvimento podem afetar a função dos músculos ao redor dos lábios. Um dos distúrbios do desenvolvimento que pode afetar o crescimento e a maturação geral do músculo orbicular da boca é o lábio leporino ou a fenda palatina. Em uma pessoa com fenda palatina, os ossos que formam a boca não se desenvolvem completamente ou não se fecham adequadamente. O crescimento ósseo anormal pode afetar a fixação dos músculos faciais.

O protocolo Constitutional Facial Acupuncture discute como hábitos orais, como fumar, podem causar o desenvolvimento de linhas de expressão e rugas ao redor do músculo orbicular da boca. Essas rugas, popularmente chamadas de "código de barras", são causadas pelo movimento dos lábios para tragar o cigarro. As rugas não comprometem a saúde bucal, mas parar de fumar é a melhor maneira de impedir a formação dessas linhas de expressão e, ao mesmo tempo, ajuda a manter a boca saudável.

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido no Hospital Universitário de Southampton, doenças que danificam ou paralisam os nervos faciais ― como paralisia de Bell, síndrome de Ramsay Hunt, doença de Lyme e síndrome de Guillain-Barré ― podem afetar os músculos da parte inferior do rosto. Algumas dessas doenças são temporárias, enquanto outras são permanentes. Podem ser tratadas com cirurgia, fisioterapia ou medicamentos, como corticoides, antibióticos ou antivirais, dependendo do diagnóstico.

É importante consultar o médico ou dentista se você começar a perceber fraqueza, formigamento, dormência, dor ou dificuldade para controlar qualquer um dos músculos da cabeça ou do pescoço. O diagnóstico e o tratamento precoces podem ajudar a manter todas as partes do rosto em boas condições de funcionamento.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.