Remoção E Extração De Dentes

casal sorrindo

O que é a extração de dentes?

O procedimento de extração de dentes se trata da remoção do dente.

Por que realizar a extração de dente?

Se um dente está fraturado ou foi danificado devido à cárie, seu dentista tentará corrigi-lo com uma restauração, uma coroa ou outro tratamento. No entanto, em situações mais extremas, o dano pode ser muito grave para o dente ser reparado. Nesse caso, ele precisará ser extraído. Um dente muito mole que perdeu sua estrutura de suporte também poderá ter a extração indicada.

Outros motivos para a extração de dentes são:

  • Algumas pessoas têm um dente extra que impede que outros dentes nasçam.
  • Alguns dentes de leite não caem a tempo para que um dente permanente nasça.
  • É possível que algumas pessoas com aparelho ortodôntico precisem extrair um dente para criar espaço para outro que ocupará aquele lugar.
  • É possível que algumas pessoas recebendo radiação na cabeça ou no pescoço precisem extrair os dentes comprometidos.
  • É possível que pessoas tomando remédio para tratamento de câncer desenvolvam uma infecção no dente, já que esses medicamentos enfraquecem o sistema imunológico.
  • Alguns dentes podem precisar de extração caso se tornem a origem de uma infecção após um transplante de órgão. As pessoas que realizaram transplantes de órgão têm um grande risco de infecção devido à necessidade de tomar remédios que diminuem ou afetam o sistema imunológico.
  • Os terceiros molares, também conhecidos como dente do siso, são frequentemente extraídos antes ou depois de nascerem. É comum que eles nasçam durante a adolescência ou por volta dos 20 anos de idade. É necessário removê-los se estiverem com inclusos, mal posicionados, com cárie, causarem dor ou tiverem um cisto ou uma infecção. Esses dentes normalmente ficam presos na mandíbula (inclusos) e não nascem, causando irritação na gengiva, dor e inchaço. Nesse caso, será necessário realizar uma extração de dente. Se for necessário remover os quatro sisos, é comum que eles sejam extraídos ao mesmo tempo.

Certifique-se de consultar seu dentista caso você precise realizar um tratamento com medicamentos intravenosos, os bisfosfonatos, devido à uma condição médica. Se você precisa extrair um dente, realize a extração antes do tratamento começar. A extração de dente após um tratamento com bisfosfonatos aumenta o risco de osteonecrose (necrose do osso) na mandíbula.

Preparação

Seu dentista ou cirurgião-dentista poderá solicitar uma radiografia da área a fim de realizar o melhor planejamento para extração do dente. Certifique-se de fornecer seu histórico médico e odontológico completo e uma lista de todos os medicamentos que você toma. Inclua remédios, vitaminas e suplementos com ou sem prescrição.

Se você for extrair o dente do siso, poderá ser necessária uma radiografia panorâmica. Essa radiografia exibirá todos os seus dentes de uma vez. Ela exibe diversos elementos que podem ajudar na extração:

  • A relação que seus dentes superiores têm com seus seios da face
  • A relação dos seus dentes inferiores com um nervo no osso maxilar que dá sensibilidade à sua mandíbula, dentes e lábios inferiores, bem como ao seu queixo. Esse nervo é chamado de nervo alveolar inferior.
  • Quaisquer infecções, tumores ou doenças ósseas
  • Se você tiver tosse, nariz entupido ou resfriado até uma semana antes da cirurgia, fale com seu médico. É possível que ele opte por evitar o procedimento até que você esteja curado.

Após a extração, poderá ser necessário que alguém o leve até em casa e fique com você. O dentista passará instruções pós-cirurgicas. É muito importante que elas sejam seguidas.

Procedimento

Existem dois tipos de extração de dente:

  • Uma extração simples é realizada em um dente que esteja visível na boca. Cirurgiões dentistas normalmente realizam esse tipo de extração. Em uma extração simples, o dentista luxa o dente com um instrumento chamado fórceps. Em seguida, ele usa um instrumento chamado forceps para remover o dente.
  • Uma extração cirúrgica é um procedimento mais complexo. Ela é usada caso um dente esteja quebrado na linha da gengiva ou se ainda não nasceu. Esse tipo de extração é realizado por um cirurgião-dentista. No entanto, elas também podem ser feitas por dentistas gerais. O médico faz uma pequena incisão (corte) na sua gengiva. Algumas vezes é necessário remover um pedaço de osso ao redor do dente ou cortar o dente no meio para removê-lo.

Talvez você receba algum medicamento para ajudá-lo a relaxar. Em uma extração cirúrgica, você receberá anestesia local, mas também é possível que receba a intravenosa. Pessoas com condições específicas, médicas ou comportamentais, e crianças pequenas podem precisar de anestesia geral.

Durante a extração de um dente, você sentirá uma pressão, mas não dor. Se você sentir dores ou beliscões, avise seu médico.

Acompanhamento

Seu médico passará a você instruções detalhadas sobre o que fazer e o que esperar após a cirurgia. Em caso de dúvidas, certifique-se de perguntar antes de sair do consultório.

A extração de um dente é uma cirurgia. É esperado que você tenha desconforto, mesmo após extrações simples. Normalmente, esse desconforto é leve. Uma pesquisa relatou que tomar medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) pode reduzir significativamente a dor após a extração de um dente. Esses medicamentos incluem ibuprofeno. Tome-os segundo a recomendação de seu dentista ou de seu médico, de três a quatro vezes por dia.

O nível de desconforto e a duração do procedimento de extração dentária dependerá do nível de dificuldade da extração do dente. Seu dentista poderá prescrever remédios para dor por alguns dias e sugerir os AINEs. Na maioria das vezes, a dor desaparece após alguns dias.

Após a extração, será necessário morder um pedaço de gaze por 20 a 30 minutos, pois o sangue estancará com essa pressão. Existe a possibilidade de você ainda ter um pequeno sangramento pequeno sangramento por aproximadamente 24 horas. Após esse período, ele estabilizará. Não interfira no coágulo que formará na ferida.

Você pode colocar cubos de gelo no rosto para diminuir o inchaço. Deixe-os no rosto por aproximadamente 20 minutos e interrompa por 20 minutos. Se sua mandíbula estiver dolorida e rígida após o inchaço diminuir, tente fazer compressas mornas.

Coma alimentos macios e frios por alguns dias. Tente ingerir outros alimentos conforme você se sinta melhor.

Um leve enxague com água morna e salgada, após 24 horas depois da cirurgia, pode ajudar a manter a área limpa. Use meia colher de chá de sal em um copo de água, mas sempre siga rigorosamente as recomendações de seu dentista. O inchaço e o sangramento normalmente duram um a dois dias após a cirurgia. A cicatrização inicial leva, pelo menos, duas semanas.

Se você precisar levar pontos, seu médico provavelmente usará pontos que são dissolvidos sozinhos, o que pode levar de uma a duas semanas. Fazer a limpeza com água salgada e morna ajudará os pontos a se dissolverem. Alguns pontos precisam ser removidos pelo dentista ou cirurgião.

Você não deve fumar, utilizar canudos ou cuspir após a cirurgia. Essas ações podem deslocar o coágulo de sangue. Não fume no dia da cirurgia e, após a extração, não fume por 24 a 72 horas.

Riscos

Um problema chamado alveolite seca desenvolve em cerca de 3 a 4% de todos os pacientes que fizeram a extração. Ele ocorre quando o coágulo de sangue não é formado no orifício ou o coágulo é expelido ou dissolvido antes do tempo ideal.

Nesse caso, o osso subjacente é exposto ao ar ou a alimentos. Esse problema pode ser muito doloroso e pode causar mau hálito. Normalmente, a alveolite seca começa a causar dor no terceiro dia após a cirurgia.

Ela ocorre em até 30% das extrações de dentes inclusos. É mais provável que também ocorra após extrações difíceis.

Fumantes e mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais também têm mais chances de desenvolverem alveolite seca. Fumar no dia da cirurgia aumenta ainda mais esse risco. A alveolite seca precisa ser tratada com medicamentos que interrompam a dor e estimulem a cicatrização da área.

É possível que haja infecção após uma extração. No entanto, você provavelmente não terá uma se tiver um sistema imunológico saudável e seguir as orientações de seu dentista.

Outros possíveis problemas incluem:

  • Danos acidentais a dentes próximos, como fraturas em obturações ou dentes.
  • Extração incompleta, em que a raiz do dente permanece na mandíbula – Normalmente o dentista remove a raiz para evitar infecções, mas às vezes é menos arriscado deixar um pequeno pedaço dela.
  • Mandíbula fraturada causada pela pressão durante a extração – Isso ocorre com mais frequência em pessoas idosas com osteoporose (afinamento) no osso maxilar.
  • Um orifício nos seios da face durante a remoção de um dente superior molar – Normalmente, um pequeno orifício fecha sozinho em poucas semanas. Caso isso não ocorra, talvez outro procedimento cirúrgico seja necessário.
  • Dor nos músculos/nas articulações da mandíbula – Pode ser difícil abrir muito a boca. Isso ocorre devido às injeções ou por você ter deixado a boca aberta aberta por muito tempo e/ou recebido muita pressão na mandíbula.
  • Dormências de longa duração no lábio inferior ou no queixo – Este é um problema incomum. Ele é causado por um ferimento no nervo alveolar inferior da sua mandíbula inferior. A cicatrização completa pode levar de três a seis meses. Em casos raros, a dormência pode ser permanente.

Quando procurar ajuda de um profissional?

Entre em contato com seu dentista ou cirurgião-dentista se:

  • O inchaço ficar cada vez pior.
  • Você tiver febre, calafrios ou vermelhidão
  • Você tiver dificuldade de engolir
  • Você tiver sangramento incontrolável na área
  • A área continuar a sangrar após as primeiras 24 horas
  • Sua língua, queixo ou lábios ficarem dormentes por mais de 3 a 4 horas após o procedimento
  • O local da extração ficar muito dolorido – Isso pode ser um sinal de que você desenvolveu alveolite seca.

Se você tiver uma infecção, e neste caso o seu dentista provavelmente receitará antibióticos.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Dicas para lidar com a dor após a REMOÇÃO DE DENTES

Veja algumas dicas pra diminuir o desconforto e ter uma recuperação mais rápida:

  • Você pode colocar cubos de gelo no rosto para diminuir o inchaço. Alterne entre 20 minutos com gelo e 20 minutos sem gelo.

  • Coma alimentos macios e frios por alguns dias.

  • 24 horas antes da cirurgia, jogue água morna e sal. Use meia colher de chá de sal em um copo de água.

  • Você não deve fumar, utilizar canudos ou cuspir após a cirurgia. Essas ações podem empurrar o coágulo de sangue para fora do buraco onde o dente se encontrava.