Quais são os efeitos colaterais mais comuns da Novocaína?

A Novocaína, também conhecida como cloridrato de procaína, é um anestésico local normalmente utilizado durante procedimentos dentários, como as restaurações. Ela funciona rapidamente e seu efeito, normalmente não dura muito tempo. Embora seja considerada um medicamento seguro para a maioria das pessoas, há alguns efeitos colaterais da novocaína que devem ser observados antes de sua utilização.

Os efeitos colaterais mais comuns são dormência, formigamento e uma pequena dor no local da injeção. Esses efeitos normalmente não são graves e na maioria das vezes diminuem em poucas horas após a injeção. Em alguns casos, outros efeitos colaterais mais sérios podem ocorrer, como dificuldade para respirar, inchaço, coceira, ou fechamento da garganta. São sinais de reação alérgica e precisam ser tratados imediatamente. Outros efeitos colaterais mais raros são: dores no peito, batidas irregulares do coração, tontura ou sonolência, ansiedade, agitação, náusea, vômito, tremor, ou convulsão. Esses sintomas são menos comuns, mas pelo fato de serem perigosos, é importante relatar imediatamente ao dentista se você já sentiu alguns deles.

Seu dentista avaliará a melhor dosagem de Novocaína para você. É muito importante relatar ao dentista caso esteja fazendo uso de alguma medicação, seja ela com ou sem prescrição médica, e se você está com algum problema de saúde. Às vezes a Novocaína pode interagir com outros medicamentos, causando efeitos secundários perigosos, ou agravar alguns problemas de saúde. Informar seu dentista a respeito das medicações e problemas de saúde ajudará a minimizar o risco de você experimentar quaisquer efeitos colaterais perigosos da Novocaína.

Seu dentista conversará com você sobre todos os riscos e benefícios do uso da Novocaína durante os procedimentos dentários. Você pode aprender mais sobre consultas ao dentista nos recursos de Higiene Bucal da Colgateno Centro de Informações de Saúde Bucal Colgate.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Procedimento de ANESTESIA LOCAL

  1. Preparação – Se você precisar de anestesia local, o dentista secará parte de sua boca com ar ou algodão. Depois, o dentista vai pincelar a área com um gel para adormecer a pele.

  2. Injeção – A seguir, o dentista vai, lentamente, injetar o local da anestesia no tecido da gengiva. A maioria das pessoas não sente a agulha. Em vez disso, a picada sentida é causada pelo movimento do anestésico indo para o tecido.

  3. Efeitos colaterais – Uma injeção de anestesia local pode durar diversas horas. Após você sair do consultório do dentista, pode encontrar dificuldades para falar claramente, beber ou comer. Seja cuidadoso para não morder a área dormente. Você pode se machucar sem perceber.