Dentes tortos por causa do bico: problemas alinhamento

bebê sorrindo, sentada na cama

Os bebês amam suas chupetas, mas muitos pais, com toda a razão, se preocupam com o fato de que o uso de chupetas pode causar problemas dentários. Infelizmente, a presença de uma chupeta pode causar o desenvolvimento inadequado da boca em algumas situações, levando ao desenvolvimento anormal dos dentes e a outros problemas ao longo do caminho. Mas felizmente, com o uso adequado, a chupeta pode acalmar o bebê sem causar problemas de alinhamento dos dentes.

Efeitos da chupeta

O uso a longo prazo de uma chupeta afeta o formato da boca e o alinhamento dos dentes, porque, à medida que os bebês e as crianças pequenas se desenvolvem fisicamente, seus maxilares crescem em torno de qualquer coisa mantida dentro da boca constantemente. De fato, o uso excessivo de chupeta afeta o desenvolvimento da boca e dos dentes da mesma forma que chupar o dedo por muito tempo, de acordo com a Academia Americana de Odontopediatria (AAPD). Como os dentes da frente superiores da criança se inclinam para a frente, eles podem ficar tortos e ela pode apresentar problemas de mordida. Também pode haver mudanças na posição dos dentes e no alinhamento dos maxilares. A Associação Americana de Odontologia (ADA) sugere que outros sintomas de problemas de alinhamento/maloclusão pelo uso de chupeta incluem: dentes da frente que não se encontram quando a boca está fechada e alterações no céu da boca.

Como evitar problemas de alinhamento ou maloclusão pelo uso de chupeta

No entanto, a chupeta ainda tem benefícios para os bebês mais novos, e os pais podem evitar o risco de problemas de alinhamento/maloclusão ao desmamar o bebê da chupeta aos dois anos de idade. Os médicos que publicam pela Academia Americana de Médicos de Família (AAFP) explicam que a chupeta realmente tem uma influência positiva em crianças entre 1 e 6 meses de idade. Os bebês mais novos que usam chupeta têm risco reduzido de síndrome da morte súbita infantil, embora a introdução de chupeta para bebês com menos de 1 mês possa interferir no estabelecimento da amamentação. A AAFP também alerta que a chupeta aumenta o risco de infecções de ouvido em bebês com mais de 6 meses. Aos 2 anos de idade, alguns efeitos dentários podem ser observados, mas as maiores mudanças aparecem em crianças com mais de 4 anos.

Chupeta ou dedo

Chupar o dedo pode parecer uma alternativa natural e mais segura às chupetas, mas por algumas razões importantes, a AAPD recomenda chupetas em vez de dedos. As crianças naturalmente adoram chupar, e muitas se acalmam chupando o dedo. Mas quando chega a hora de inibir o hábito para evitar problemas dentários, é muito mais fácil controlar o uso de chupetas do que evitar a sucção de dedos. Para o uso seguro de chupetas, o Centro Médico da Universidade de Rochester aconselha que os pais usem chupetas inteiriças, sem interiores líquidos, dispositivos ou partes móveis, limpe-as regularmente e não as prenda por meio de cordões na roupa do bebê. Você também deve evitar mergulhar a chupeta em líquidos doces, pois isso pode causar cárie dentária.

Eliminando o Hábito

Incentivo e elogios são as melhores ferramentas para fazer com que a criança abandone o hábito de chupar chupeta. Elogie o bebê ou criança pequena quando ele não estiver chupando chupeta e ofereça uma recompensa, como uma estrelinha ou um prêmio que não seja um doce, para cada noite que ele dormir sem chupeta. Se ele costuma usar a chupeta quando está ansioso, evite ao máximo as situações estressantes no processo de desmame e dê a ele muito carinho, abraços e conforto. Mais importante ainda, não castigue ou repreenda o seu filho por usar chupeta; isso pode incentivá-lo a usar ainda mais para lidar com a reprimenda. Continue cuidando dos dentes do seu bebê normalmente, limpando-os duas vezes ao dia com um creme dental especialmente formulado para bebês.

Para bebês mais novos que precisam de um pouco mais de conforto, a chupeta oferece o alívio e a tranquilidade perfeitos. Desde que o uso da chupeta não dure muito tempo, tenha certeza de que não há risco de seu filho desenvolver problemas dentários. Você pode deixar seu bebê aproveitar a chupeta por pouco tempo com a consciência limpa.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Principais dicas de bons cuidados bucais durante a INFÂNCIA

Veja algumas formas fáceis de cuidar dos dentes e gengiva do seu bebê:

  • Antes da erupção dos dentes, limpe a gengiva de seu bebê esfregando um pano limpo e úmido sobre as gengivas superiores e inferiores do bebê.

  • Quando seu bebê tiver dentes, inicie escovando seus dentes no mínimo duas ou três vezes por dia com uma escova de cerdas macias e água.