O que é dentinogênese imperfeita?

Menina adorável, sorrindo enquanto está sentado em uma Estomatologia Pediátrica

Dentinogênese imperfeita (DI) é um distúrbio genético raro que afeta os dentes. Reconhecer os sinais e sintomas e consultar o dentista ajudará você a entender esse distúrbio dentário incomum.

O que é dentinogênese imperfeita?

A DI é uma anomalia dentária relacionada a uma mutação no gene DSPP, que fornece instruções para o desenvolvimento dos dentes. De acordo com o National Institutes of Health (NIH), o gene DSPP fornece instruções para as proteínas formarem a dentina, a segunda camada da estrutura dentária localizada embaixo do esmalte. Quando ocorrem mutações no gene DSPP, a dentina não se forma corretamente, fazendo com que a camada intermediária do dente fique macia.

A DI faz com que os dentes pareçam translúcidos ou manchados, apresentando uma tonalidade cinza-azulada ou marrom-amarelada. Esse distúrbio afeta os dentes decíduos (de leite) e os permanentes. Além de alterar a aparência dos dentes, a DI pode tornar os dentes mais fracos do que o normal e, portanto, mais propensos a danos, fraturas, desgaste e perda.

Três tipos de dentinogênese imperfeita

Existem três tipos de DI que podem afetar as pessoas:

  1. A DI tipo I ocorre em pacientes que também têm osteogênese imperfeita, uma afecção de origem genética semelhante caracterizada por ossos quebradiços.
  2. A DI tipo II ocorre em pacientes sem outro distúrbio hereditário e afeta os dentes decíduos com mais frequência do que os permanentes. Pode ocorrer em indivíduos que apresentam sinais de perda auditiva ou surdez relacionada à idade. O tipo II é o mais comum.
  3. A DI tipo III ocorre em pacientes sem outro distúrbio hereditário e parece estar limitada a um grupo de indivíduos no sul de Maryland, de acordo com a Organização Nacional para Distúrbios Raros dos Estados Unidos.

Tratamento

Se você achar que apresenta os sintomas da DI, deve entrar em contato com o dentista para uma avaliação completa. O tratamento para DI geralmente concentra-se primeiro nos dentes decíduos do paciente e inclui procedimentos restauradores, como coroas ou restaurações preventivas para fortalecer os dentes quebradiços. Posteriormente, implantes dentários ou próteses podem ser recomendados, pois a reposição dos dentes se torna necessária para o paciente.

Sob a orientação de um médico, os pacientes podem fazer um teste para verificar se há uma ligação genética a esse distúrbio e obter um diagnóstico preciso. O dentista pode encaminhá-lo a um profissional especializado e juntos eles podem ajudá-lo a cuidar de suas necessidades dentárias específicas.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS

Efeitos das DEFICIÊNCIAS DE DESENVOLVIMENTO na saúde bucal

As deficiências de desenvolvimento tornam os cuidados bucais diários um desafio, e diversos pacientes com deficiências recebem tratamento dental de cuidadores especiais em hospitais, unidades operadas pelo estado e asilos. Outros podem optar por cuidados de médicos privados em suas comunidades.