Como identificar os sintomas de câncer de língua

1130920496

Ao ouvir a palavra "câncer", a maioria das pessoas pensa nos tipos mais conhecidos: pulmão, cólon, pele e similares. Embora o câncer de boca - especificamente o de língua - tenda a ser algo que não pensamos com frequência, ele afeta um órgão que desempenha um papel crucial para comer e falar. Por isso, é igualmente importante saber quais sintomas de câncer de língua procurar, para que a saúde bucal esteja em dia para manter essas funções básicas.

O que é câncer de língua?

A língua é dividida em duas partes. Os dois terços posteriores são a parte oral da língua, enquanto o terço anterior é a base da língua. O câncer de língua é um tipo de câncer de boca que, de acordo com Cancer Treatment Centers of America (CTCA), se desenvolve na parte oral da língua. Este tipo de câncer geralmente se origina em células pequenas, conhecidas como células escamosas, que recobrem totalmente a superfície da língua. Qualquer câncer que se desenvolva na base da língua é chamado de câncer de orofaringe.

Sintomas de câncer de língua

Se você suspeita que possa estar com câncer de língua, consultar com o seu dentista é o primeiro passo. Ele ou ela será capaz de realizar um exame oral minucioso. Mas você pode ficar de olho nos sintomas elencados pela CTCA , que podem indicar a presença de câncer de boca:

Dor de garganta crônica;

Dor ao mastigar ou engolir;

Dor crônica na mandíbula ou na língua;

Mancha vermelha ou branca em qualquer parte da boca, especialmente na língua, que não desaparece;

Dormência crônica na boca;

Problemas em movimentar a língua ou mandíbula.

Detectando o câncer de língua

Ao notar um ou mais sintomas que indicam a possibilidade de câncer de língua, converse com seu dentista. É extremamente importante manter as consultas com seu dentista, pois ele tem conhecimento técnico para um diagnóstico correto.

O primeiro passo será a realização de um exame oral por seu dentista. A Oral Cancer Foundation sugere que várias áreas estão envolvidas para um diagnóstico correto, mas que quaisquer linfonodos na língua, garganta, bochechas, céu da boca, assoalho da boca e pescoço devem ser minuciosamente examinados. Se o profissional encontrar alguma lesão suspeita na cavidade oral, ele realizará uma biópsia.

Caso necessário, outros métodos de investigação serão realizados por um médico. Uma endoscopia, por exemplo, pode ser realizada para dar uma olhada mais atenta na sua garganta e em seus pulmões. Um raio X de mandíbula, tórax e pulmões mostrará se o câncer se espalhou, e uma tomografia computadorizada vai revelar se há a possibilidade de haver qualquer tumor maligno. Assim como um raio X, um exame de ressonância magnética é útil para determinar se o câncer está em estágio de metástase, afetando outra parte do corpo. Se o seu médico não conseguir determinar a causa de seus sintomas, ele pode lhe indicar a um otorrinolaringologista.

Métodos de tratamento

A chave para o tratamento de qualquer tipo de câncer é o diagnóstico precoce, antes que ele comece a se espalhar. Especialmente quando se trata de câncer de língua, várias abordagens de tratamento são possíveis, dependendo do tamanho da lesão e se ele se espalhou ou não para os linfonodos do pescoço. Tumores pequenos e isolados podem ser removidos cirurgicamente. O câncer que tenha se espalhado para esses linfonodos devem receber o mesmo tipo de tratamento, desde que seja seguido por sessões de radioterapia para destruir quaisquer células cancerígenas restantes. Naturalmente, a quimioterapia é outra opção de tratamento que você pode explorar com seu médico.

Qualquer forma de câncer representa um risco à vida, portanto, merece a melhor atenção médica possível para garantir que o tratamento escolhido seja o ideal para você. No entanto, a melhor maneira de evitar os sintomas de câncer de língua é levar uma vida mais saudável.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

A placa bacteriana é um conjunto de bactérias que se desenvolvem em seus dentes.

Quando a placa não é removida por meio da escovação e fio dental, ela se transforma em tártaro que possui uma superfície áspera e retentiva incentivando a formação de mais placa. Experimente um dos cremes dentais da Colgate com agentes antibacterianos.