Como reconhecer os efeitos colaterais da bulimia

Amulher e as meninas sentadas numa cama de campismo

Pode ser difícil identificar se um familiar ou pessoa próxima está sofrendo de bulimia nervosa, um tipo de distúrbio alimentar. Como destaca o Escritório de Saúde da Mulher do Departamento de Saúde americano, as pessoas com bulimia geralmente mantêm o peso normal e costumam ser muito boas em esconder os episódios de compulsão e purgação.

O primeiro a notar os efeitos colaterais da bulimia pode ser o dentista. Muitas pessoas que sofrem de bulimia induzem o vômito para evitar o ganho de peso. A exposição regular e repetida ao ácido presente no vômito pode ter um efeito negativo na saúde bucal de uma pessoa. Se você acha que um ente querido está com esse transtorno alimentar, saiba quais são os efeitos colaterais dentários comuns a serem observados.

Erosão do esmalte dos dentes

Um dos efeitos colaterais mais comuns da bulimia, principalmente em pessoas que induzem o vômito, é a erosão do esmalte dos dentes. A Associação Americana de Odontologia observa que ela ocorre em mais de 90% dos casos de bulimia.

De acordo com um artigo publicado na revista Journal of Eating Disorders, a erosão do esmalte pode ocorrer seis meses depois que a pessoa começa a induzir o vômito. A gravidade da erosão dos dentes depende da quantidade e frequência do vômito, do tipo de alimento ingerido e de quanto tempo a pessoa sofre de bulimia.

Com o tempo, a erosão do esmalte pode aumentar o risco de uma pessoa desenvolver cárie. A erosão também pode tornar os dentes mais sensíveis ao calor e ao frio e a alguns tipos de alimentos. Um dentista pode ajudar uma pessoa que está apresentando efeitos colaterais na saúde bucal devido à bulimia por meio de tratamentos com fluoreto administrados no consultório ou fornecidos ao paciente para uso em casa.

Outros efeitos na saúde bucal

Não é apenas o vômito induzido que pode aumentar o risco de uma pessoa desenvolver cárie e cavitação. Alimentos com muito açúcar e carboidratos simples contribuem muito para a cárie dentária.

Uma pessoa com bulimia pode notar outras mudanças na saúde dos dentes e da gengiva. O ácido estomacal presente no vômito também pode irritar a gengiva, provocando sangramento e aumentando o risco de gengivite ou doença periodontal. Uma pessoa com bulimia pode perceber que sua gengiva sangra muito facilmente ao escovar os dentes ou que está inchada e sensível. Também é bastante comum as pessoas com bulimia sentirem a boca seca, provavelmente devido a alterações no fluxo da saliva causadas por vômitos regulares.

Inchaço das glândulas salivares

Outro efeito colateral da bulimia não afeta diretamente os dentes e a gengiva, mas ocorre na cavidade bucal. De 10% a 50% dos pacientes com transtorno alimentar que induzem o vômito podem desenvolver sialadenite ou inchaço/aumento das glândulas salivares, de acordo com a Journal of Eating Disorders. Não se sabe claramente por que os pacientes com bulimia desenvolvem inchaço das glândulas salivares, mas acredita-se que ele seja causado pela presença de ácido gástrico ou de algumas enzimas proteolíticas do suco pancreático ou pelos altos níveis de carboidratos presentes nos alimentos que a pessoa ingere compulsivamente.

Como obter ajuda

A bulimia nervosa é uma doença multifacetada que afeta a saúde física, mental e bucal de uma pessoa. O tratamento da bulimia pode envolver terapia, grupos de apoio, terapia nutricional, medicamentos e tratamento odontológico. Além de consultar um dentista para ajudar a reduzir ou resolver alguns dos efeitos colaterais bucais relacionados à doença, manter uma boa rotina de cuidados bucais em casa, incluindo escovar os dentes duas vezes ao dia com um creme dental que ajuda a repor o cálcio natural, pode diminuir o risco de cárie e fortalecer o esmalte dos dentes.

Você provavelmente fica muito preocupado com a saúde e o bem-estar geral de uma pessoa querida. A boa notícia é que, como destaca o Escritório de Saúde da Mulher, a maioria das pessoas com transtornos alimentares pode melhorar e continuar a desenvolver hábitos alimentares e prática de exercícios saudáveis.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Efeitos da ANOREXIA/BULIMIA na saúde bucal

Com anorexia, osteoporose pode ser desenvolvida, enfraquecendo os ossos da mandíbula que suportam os dentes e resultando na perda dos dentes. Com a bulimia, os ácidos do estômago no vômito passam pela boca e podem desgastar o esmalte do dente (erosão ácida), causando desgaste e sensibilidade dos dentes, descoloração e a possível perda dos mesmos.