Macroglossia: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento

Criança em meio dela neve com a língua fora

Macroglossia é o termo médico para designar uma língua maior que o normal. O termo língua grande também descreve essa condição, explica a National Organization for Rare Disorders (NORD). Saiba mais sobre as causas, os sintomas, o diagnóstico e o tratamento desse distúrbio raro.

Causas da macroglossia

De acordo com o National Institutes of Health (NIH), essa condição pode estar associada a alguns distúrbios hereditários ou congênitos, como acromegalia, síndrome de Beckwith-Wiedemann e síndrome de Down. Uma língua de tamanho aumentado também pode ocorrer como uma característica hereditária isolada.

Além disso, pode estar associada a alguns distúrbios adquiridos, incluindo doenças metabólicas ou endócrinas, como hipotireoidismo ou amiloidose. Cânceres ou traumas também podem causar macroglossia.

Sintomas da macroglossia

Em pessoas com macroglossia, a língua é grande demais para a boca e, às vezes, pode se projetar para fora dela. Os dentes podem ficar desalinhados ou salientes como resultado do tamanho anormal da língua, relata a NORD.

A língua grande pode interferir em muitas atividades, como comer e falar. Pessoas com esse distúrbio podem roncar ou ter a respiração ruidosa.

Diagnóstico da macroglossia

Para confirmar o diagnóstico de macroglossia, os médicos podem coletar o histórico familiar e realizar um exame físico, informa a NORD. Para determinar a causa subjacente da língua grande, podem ser realizados exames médicos apropriados. Como as possíveis causas desse distúrbio são múltiplas, os exames podem variar. O médico pode explicar os exames diagnósticos que serão feitos em cada caso específico.

Tratamento da macroglossia

De acordo com o NIH, o tratamento também varia dependendo da causa e da gravidade da macroglossia. Tratamentos médicos podem ser usados quando a causa é identificável e tratável. Por exemplo, se a causa for determinada como hipotireoidismo, o tratamento para essa disfunção também pode ajudar a tratar a macroglossia. Nos casos em que a causa não é clara, os tratamentos médicos não demonstraram ser úteis.

Em casos leves de macroglossia, o NIH explica que a fonoterapia pode melhorar a fala. Em casos mais graves, pode ser necessária redução cirúrgica. Os procedimentos cirúrgicos podem ajudar a reduzir os problemas de fala, mastigação e alimentação.

Se você estiver preocupado com o tamanho de língua aumentado, consulte o médico ou dentista. Um profissional de saúde pode ajudar.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Por que o tabaco é uma AMEAÇA À SAÚDE ORAL?

A maior ameaça do trabalho a saúde pode ser sua associação ao câncer bucal. A American Cancer Society relata que:

  • Aproximadamente 90 por cento das pessoas com câncer bucal e na garganta utilizaram tabaco. O risco de desenvolvimento de câncer aumenta conforme as pessoas fumam ou mascam com maior frequência ou por maior tempo.

  • Fumantes possuem seis vezes mais probabilidade do que não fumantes de desenvolverem cânceres.

  • Aproximadamente 37 por cento dos pacientes que continuam a fumar após tratamento de câncer desenvolverão outros cânceres na boca, garganta ou laringe. Somente 6 por cento das pessoas que desistem de fumar irão desenvolver cânceres secundários.

  • Fumantes de tabaco foram associados a cânceres nas bochechas, gengiva e superfície interior dos lábios. O tabaco sem fumaça aumenta o risco de câncer cerca de 50 vezes.