O Que É Glândula Parótida?

homem sorrindo no jardim

As glândulas parótidas são as maiores glândulas salivares da boca, localizadas abaixo e em frente das orelhas. As glândulas parótidas, quando saudáveis, fornecem à boca saliva rica em proteínas digestivas.

Sobre as glândulas parótidas

As glândulas parótidas secretam saliva fina e aquosa na parte superior da boca. De acordo com o Center for Advanced Parotid Surgery, a saliva é transportada por canais estreitos chamados ductos parotídeos, também conhecidos como ductos de Stenon. Quando a boca está vazia, as glândulas parótidas fornecem cerca de 20% da saliva, mas quando está com alimentos, fornecem 50%. As proteínas da saliva iniciam a digestão dos amidos, antes que os alimentos mastigados sejam engolidos.

As células que formam as glândulas parótidas são principalmente células serosas, que produzem a saliva aquosa, mas as glândulas também contêm outros tipos de células, como os linfonodos. Como resultado, pode surgir um tumor nas glândulas salivares, especialmente nas parótidas, e linfomas podem se desenvolver nos linfonodos. Além disso, os ductos parotídeos podem ficar bloqueados por pequenos cálculos, causando dor e inchaço, e as glândulas podem ser afetadas por infecções virais e bacterianas. A inflamação das glândulas parótidas é chamada parotidite.

Infecções das glândulas parótidas

Crianças que não foram vacinadas podem desenvolver caxumba, uma infecção viral infantil antigamente comum nas glândulas parótidas. Ocasionalmente, os adultos também podem apresentar essa infecção viral.

Nos adultos, a obstrução é uma causa comum de infecção bacteriana das glândulas parótidas. As infecções bacterianas ocorrem porque a boca é cheia de bactérias, como explica a Academia Americana de Otorrinolaringologia. Quando há um problema com o fluxo de saliva, as bactérias podem crescer sem controle. O Departamento de Otorrinolaringologia da Universidade da Califórnia em Irvine afirma que as bactérias do gênero estafilococos são uma causa comum de infecções das glândulas salivares. Fatores como obstrução dos ductos das glândulas salivares, saliva espessa, cirurgia, medicamentos, desidratação, nutrição deficiente e higiene bucal inadequada, que reduzem o fluxo de saliva, permitem que bactérias estafilocócicas invadam as glândulas parótidas.

Sintomas de infecção

Inchaço à frente das orelhas é um sinal muito perceptível de infecção da glândula parótida. Outros sintomas incluem vermelhidão, boca seca e dor ou gosto estranho ao comer. Se a infecção for grave, pode ser difícil mastigar e abrir bem a boca.

Tratamentos para infecções das glândulas parótidas

Beber muito líquido, antibióticos e cirurgia são alguns possíveis tratamentos para infecções das glândulas parótidas. O médico faz o diagnóstico após uma avaliação, o questionamento sobre os sintomas e a solicitação de exames necessários, como exames laboratoriais, ultrassonografia ou tomografia computadorizada.

Antibióticos tratam a infecção bacteriana. Em alguns casos, basta desobstruir o ducto bloqueado para proporcionar alívio. Como alternativa, o médico pode drenar o abscesso com uma agulha oca.

Medicamentos para reduzir os sintomas de boca seca podem ajudar a prevenir a recorrência da infecção. Lembre-se de manter bons hábitos de higiene bucal. Escove os dentesduas vezes ao dia, use fio dental e inclua um enxaguante bucal na sua rotina. Enxaguantes bucais costumam oferecer proteção contra germes, mesmo após a ingestão de bebidas e alimentos.

A saliva é essencial para a saúde dos dentes e as glândulas parótidas fazem sua parte para manter a boca fresca e livre de infecções. Se você sentir dor ou inflamação na área logo à frente das orelhas, pode ser um problema nas glândulas parótidas. Consulte o seu dentista para uma avaliação.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.