Tudo Sobre O Palato Duro

Bebé depois de cirurgia de lábio leporino

Você costuma abrir bem a boca e se olhar no espelho? Ao fazer isso, dá de cara com os dentes, a língua, a gengiva e talvez as amígdalas. Acima de tudo isso, está o céu da boca, também conhecido como palato duro.

 

Anatomia do palato

De acordo o Cedars-Sinai, o palato consiste na placa óssea na parte superior da boca, chamada palato duro, e o tecido carnoso atrás dele, chamado palato mole. O palato serve de barreira entre a boca e a cavidade nasal. Também nos ajuda a falar e a engolir.

 

Complicações alimentares e de fala

O palato pode ser afetado por várias doenças e condições genéticas. A fenda palatina é um distúrbio que pode causar dificuldades de alimentação e fala em bebês e crianças pequenas, observa a Associação Americana de Fonoaudiologia (ASHA).

A fenda palatina é uma abertura no céu da boca, no palato duro ou mole, que pode estar em um ou nos dois lados da boca, podendo se estender até afetar os lábios e o nariz. Em crianças, a fenda palatina também pode estar recoberta por mucosa. Esse tipo de fenda é conhecido como fenda palatina submucosa.

Embora a fenda palatina seja a doença congênita mais comum nos Estados Unidos, sua causa é desconhecida. As fissuras ocorrem no estágio inicial da gestação. Os fatores de risco podem incluir genética, tabagismo durante a gravidez e acesso precário à assistência pré-natal, observa a ASHA.

Bebês com fenda palatina podem ter dificuldade para mamar no peito ou na mamadeira. As crianças mais velhas podem ter dificuldades de fala ou atrasos ao aprender a falar.

 

Câncer de boca e o palato duro

Embora a fenda palatina seja frequentemente corrigida na infância, os adultos ainda podem ter problemas relacionados ao palato duro. Como muitas outras partes do corpo, o palato é suscetível ao câncer, observa o Cedars-Sinai. Tumores potenciais podem se espalhar para a cavidade nasal através do forame mandibular, uma abertura natural para nervos e vasos sanguíneos localizada perto do terceiro molar.

O Cedars-Sinai relata que um dos principais fatores de risco para câncer de palato é o fumo invertido, em que a ponta acesa do cigarro é colocada na boca. Os sinais e sintomas do câncer de palato podem incluir dificuldades para engolir, alterações na fala, caroços no pescoço, úlceras na boca ou dentes com mobilidade.

A cirurgia é frequentemente a primeira linha de tratamento para o câncer de boca que afeta o palato duro. Dependendo da localização, o osso mais próximo do tumor cancerígeno também precisa ser removido. Se a cirurgia exigir a remoção de uma grande área do palato, a revista Acta Stomatologica Croatica descreve como um profissional de odontologia pode fazer uma dentadura que preenche os dentes ausentes e o céu da boca.

 

Efeitos de doenças sexualmente transmissíveis na saúde bucal

As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) também podem prejudicar a saúde bucal e afetar o palato. Por exemplo, a sífilis pode causar lesões ou verrugas no palato duro ou mole, nos lábios ou na borda da língua, de acordo com um estudo publicado na revista The Brazilian Journal of Infectious Diseases. Verrugas causadas pelo HPV também podem surgir no palato duro ou mole ou em outras áreas da boca, explica a revista Journal of the Massachusetts Dental Society.

 

Se você tiver verrugas, lesões ou ulcerações que surgem sem explicação em qualquer lugar da boca ou da garganta, procure o clínico geral para investigar se é uma DST e, se for o caso, tratá-la.

Se o palato duro estiver saudável, é provável que você nem perceba. Consulte o dentista para avaliações regulares, para que ele possa realizar exames frequentes para detecção de câncer de boca e identificar qualquer problema logo no início.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.