Adultos com dentes de leite: Causas e tratamento

mãe e filha andando na floresta no outono

Quando você era criança, você lembra de ter mexido um dente mole, esperando que ele caísse para que você pudesse receber uma visita da fada do dente? Para a maioria das crianças, todos os dentes decíduos terão caído até o início da adolescência e dentes permanentes já terão crescido em seu lugar. (Os dentes do siso irrompem mais tarde, em torno dos 17 aos 21 anos). Ocasionalmente, um ou mais dentes de leite nunca caem, mas em alguns casos, no entanto, o tratamento ortodôntico pode ser a melhor opção para evitar problemas graves.

O que causa a persistência da dentição decídua?

Quando os dentes de leite permanecem durante a idade adulta, pode ser porque os dentes permanentes que deveriam ter substituído eles estão faltando. De acordo com a American Dental Association, em uma dentição normal, todos os 32 dentes permanentes já nasceram por volta dos 21 anos de idade, substituindo os primeiros 20 dentes decíduos ou "dentes de leite". Geralmente, os dentes permanentes empurram as raízes dos dentes de leite e forçam-os para fora da gengiva, mas em alguns adultos com uma rara condição chamada agenesia dental, os dentes permanentes são parciais ou completamente ausentes. Esta condição está presente em cerca de 6,8 por cento da população, de acordo com um estudo do Journal of Medicine and Life. Nos outros casos de persistência de dentes decíduos, o dente de leite é fundido ao osso da mandíbula, ou os dentes estão encavalados ou desalinhados. Lesões traumáticas e infecção também podem impedir que os dentes se desenvolvam ou irrompam como deveriam.

Problemas em adultos com dente de leite

Dentes decíduos podem funcionar de maneira tão eficaz quanto os dentes permanentes, mas eles também podem resultar em problemas funcionais. Quando o dente retido não está bem alinhado com os outros dentes, é mais difícil realizar sua limpeza e isso pode desenvolver cárie e doenças periodontais. Se o dente torto estiver na parte da frente da boca, ele pode ter um efeito estético desagradável. Além do mais, um dente de leite mal alinhado afeta o posicionamento dos outros dentes na boca, causando mais dentes tortos e outros problemas de desalinhamento. Um artigo do Journal of Oral Research and Review afirma que manter os dentes decíduos também pode causar infecções graves e problemas de fala.

Opções de tratamento para dentes de leite que não caem

Um ortodontista será capaz de aconselhar se um dente de leite que não caiu deve ser deixado de lado ou se requer tratamento. Um dente bem alinhado mantém a estrutura de tecido e osso na boca, então há boas razões para não tratar um dente que não está causando problemas. No entanto, se um paciente sofre de problemas dentários por causa de um dente decíduo que não caiu, um ortodontista ou ortopedista funcional dos maxilares poderá orientar o crescimento facial ou extrair um dente, podendo-se inclusive estar associado ao uso de uma prótese. Implantes dentários podem ser uma opção para substituir um dente extraído que seja pequeno ou mal-formado.

O dente de leite que nunca caiu pode ficar na boca durante décadas sem apresentar nenhum problema, às vezes sem a pessoa sequer notar. Por outro lado, manter dentes decíduos, por vezes, causam sérios problemas funcionais. Converse com seu dentista se você tiver um dente de leite onde um dente permanente deveria estar, e, desta forma descubra se você precisa de algum tratamento.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.