O que acontece em uma consulta de profilaxia dentária? | Colgate®

profilaxia dentária realizada pelo dentista durante consulta

Seu dentista recomendou uma consulta de profilaxia dentária? Esse tipo de consulta é uma medida preventiva comum. Veja o que você pode esperar desse tipo de consulta odontológica.

O que esperar durante uma consulta de profilaxia dentária

Esse tipo de consulta é um procedimento preventivo de rotina. O higienista dental atualizará seu histórico médico para ver se houve alguma mudança em sua saúde. Durante a consulta, você pode precisar tirar algumas radiografias. Todos os anos, o dentista tira radiografias interproximais dos seus dentes molares e pré-molares para identificar se você tem cárie nessas áreas da boca. Alguns profissionais também fazem radiografias dos incisivos anteriores.

Radiografias

As radiografias ajudam o dentista a identificar problemas de saúde bucal. A Associação Americana de Odontologia (ADA) e a Food and Drug Administration (FDA) se uniram para estabelecer diretrizes para exames radiográficos odontológicos. A decisão é baseada no protocolo de radiografia que o dentista segue em seu consultório. Se sua saúde bucal for excelente e você consultar o dentista regularmente, ele pode recomendar radiografias com menos frequência do que se você for um paciente de risco. Os fatores considerados pelos dentistas são idade, saúde bucal, risco de alguma doença e se já existem sinais de doença bucal ou se o paciente está sentindo algum desconforto.

Sondagem periodontal para medição da profundidade do sulco gengival

Após a atualização do histórico médico e da determinação da necessidade de radiografias, o profissional examinará o tecido gengival e fará uma sondagem periodontal. O profissional vai medir a profundidade do sulco gengival com uma sonda periodontal. O higienista dental também vai examinar seus dentes para saber se existem áreas de cárie que devem ser avaliadas pelo dentista e, então, fará uma limpeza completa. O higienista dental usará instrumentos especiais (ultrassônicos e manuais) para remover a placa bacteriana e o tártaro dos seus dentes e abaixo da margem gengival. O higienista também polirá seus dentes para remover manchas extrínsecas (externas) e depois passará o fio dental.

Recomendações de cuidados bucais regulares

O higienista dental também pode fazer recomendações para que você cuide melhor da sua boca em casa. Pode lembrá-lo de escovar os dentes duas vezes ao dia, usar o fio dental uma vez ao dia e um enxaguante bucal.

O dentista fará então uma avaliação completa da sua boca. Essa avaliação inclui o exame dos dentes, gengiva e de toda a boca em busca de sinais de alguma doença. O dentista pode verificar se sua gengiva está saudável por meio de uma sondagem periodontal.

Alguns pacientes precisam de profilaxia antibiótica antes da consulta para ajudar a prevenir infecções, como explica a ADA. A profilaxia é recomendada para pessoas com determinados problemas cardíacos, como válvulas cardíacas protéticas, para prevenir endocardite infecciosa (uma inflamação do revestimento interno do coração). Algumas pessoas com próteses articulares também podem precisar de profilaxia antibiótica. O médico e o dentista podem dizer se você vai precisar de antibióticos antes da consulta.

Por que a profilaxia dentária é necessária?

Se você cuida bem dos dentes em casa, pode estar se perguntando porque o dentista diz que você precisa desta consulta. Muitos problemas dentários podem não ser notados na fase inicial, pois podem não causar dor nem apresentar sinais visíveis. No entanto, uma consulta de profilaxia dentária pode ajudar o dentista a diagnosticar esses problemas numa fase inicial.

Por exemplo, nos estágios iniciais da cárie, você pode não sentir dor. Durante a consulta, o dentista pode identificar uma pequena cárie e repará-la antes que fique maior e cause dor.

Com que frequência é necessária a profilaxia dentária?

A maioria das pessoas precisa ir ao dentista para essa consulta duas vezes por ano. Contudo, algumas pessoas precisam de uma periodicidade diferente. Se você tem dentes e gengiva muito saudáveis, pode não precisar ir ao dentista com tanta frequência. Se você tiver um risco elevado de doença dentária, o dentista pode recomendar consultas mais frequentes. Pessoas em grupos de alto risco podem ter que ir ao dentista para uma consulta de profilaxia dentária a cada três ou quatro meses.

Os grupos de alto risco incluem fumantes, pessoas com doença periodontal e pessoas que costumam ter cárie com muita frequência. Mulheres grávidas, diabéticos ou pessoas com o sistema imunológico comprometido também podem precisar de consultas mais frequentes. Informe sempre ao dentista suas condições de saúde para que ele possa recomendar a periodicidade das consultas de profilaxia.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS

O que esperar durante a VISITA AO DENTISTA

Em sua primeira visita, o dentista vai verificar o histórico de saúde dental completo. Em visitas de acompanhamento, se o seu status de saúde for modificado, não se esqueça de contar ao seu dentista. A seguir, está o que você pode esperar durante a maioria das visitas ao dentista.

  • Limpeza minuciosa – O dentista vai raspar ao longo e abaixo da margem gengival para remover a placa bacteriana e o tártaro formado que pode causar doenças da gengiva, cárie, mau hálito e outros problemas. Em seguida, ele vai polir e utilizar o fio dental em seus dentes.

  • Exame dental completo – Seu dentista vai realizar um exame minucioso em seus dentes, gengiva e boca, observando sinais de doenças ou outros problemas.

  • Raios X – Raios X podem diagnosticar problemas de outra forma não observáveis, como danos as mandíbulas, dentes impactados, abscesso, cistos ou tumores e cárie entre os dentes.