Pacientes com câncer de boca com mais complicações dentais

De acordo com a American Cancer Society, aproximadamente 35.310 novos casos de câncer da cavidade bucal e de pescoço e garganta (orofaríngeos) serão diagnosticados somente nos Estados Unidos em 2008. Estima-se que 7.590 pessoas morrerão desses cânceres até o final deste ano.

Os cânceres de cavidade bucal ocorrem mais comumente na língua, assoalho da boca, lábios e glândulas salivares menores. As opções de tratamento mais comuns para pessoas com cânceres bucais e orofaríngeos são cirurgia, radioterapia, quimioterapia e terapias-alvo mais recentes.

Uma pessoa que esteja recebendo radioterapia na região de cabeça e pescoço, ou tenha histórico desse tipo de tratamento, pode desenvolver determinadas complicações, que incluem boca seca, lesões sensíveis na cavidade bucal, dentes hipersensíveis, cárie dentária de evolução rápida e dificuldade de engolir. A quimioterapia também pode ter efeitos significativos na cavidade bucal.

Para ajudar a prevenir, minimizar e tratar esses problemas, o dentista e o oncologista do paciente podem trabalhar em conjunto – antes e durante o tratamento do câncer.

Durante o período de tratamento do câncer de cabeça e pescoço, o paciente deve escovar os dentes delicadamente duas vezes ao dia a menos que o dentista faça outra recomendação. O dentista pode recomendar um enxaguatório bucal para complementar a escovação diária. Se o paciente desenvolver uma condição chamada de boca seca, o dentista poderá recomendar um substituto da saliva, uma saliva artificial que é vendida sem prescrição em farmácias. Aplicações de flúor freqüentes também podem ser recomendadas.

Como qualquer infecção bucal pode ter implicações sérias, os pacientes devem contatar o dentista ou médico imediatamente se experimentarem qualquer problema não usual na boca, nos dentes ou na garganta.

© 2018 Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Efeitos do CÂNCER  na saúde bucal

Os tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia e a radioterapia também podem afetar a saúde dental do paciente. Sintomas comuns incluem boca seca; dificuldade em mastigar, deglutir, degustar ou falar; cárie dentária; sensação de queimação na boca ou garganta; feridas na boca e infecções da boca.