Falta de cálcio nos dentes: sinais e sintomas

Amigos almoçando no jardim

Cálcio nos dentes e nos ossos

O cálcio é o mineral mais abundante no corpo humano, sendo que 99% dele está presente nos ossos e nos dentes. O International Journal of Scientific Research (IJSR) relata que, nos dentes, o cálcio é encontrado como "hidroxiapatita", que é composta de cálcio e fosfato. O cálcio e o fosfato se combinam durante o desenvolvimento dos dentes para formar a sua estrutura dura característica. A vitamina D desempenha um papel fundamental no equilíbrio da absorção de cálcio e fosfato pelo organismo, bem como da absorção de cálcio no desenvolvimento dos dentes. Nos dentes de leite, a formação de hidroxiapatita (mineralização) ocorre por volta dos 4 meses no útero. Já nos dentes permanentes, ocorre desde a época do nascimento até os 13 anos, incluindo os terceiros molares (dentes do siso).

O que é falta de cálcio?

A hipocalcemia, também conhecida como falta de cálcio, é um distúrbio em que os níveis de cálcio no sangue são baixos.
Se os níveis de cálcio estiverem muito baixos, podem ocorrer osteoporose (problema médico em que os ossos podem se tornar frágeis por falta de cálcio ou de vitamina D ou alterações hormonais) e osteopenia (problema médico que envolve a diminuição da densidade óssea e que pode ser um precursor para o desenvolvimento de osteoporose).
Nos Estados Unidos, a ingestão diária recomendada de cálcio para pessoas de 14 a 18 anos é de
1300 mg, para pessoas de 19 a 70 anos, é de 1000 mg e, para pessoas acima de 71 anos, é de 1200 mg. As pessoas afetadas pela falta de cálcio são mulheres na pós-menopausa, mulheres com amenorreia, veganos e pessoas intolerantes à lactose. A Medical News Today informa que, em 2015, 3,5 bilhões de pessoas no mundo corriam o risco de ter falta de cálcio.

 

Sintomas da falta de cálcio

Os sintomas da falta de cálcio podem não ser facilmente detectáveis no início, mas podem incluir:

  • Dormência na boca
  • Dormência nas mãos ou nos pés
  • Dificuldade para engolir
  • Unhas fracas ou quebradiças
  • Cárie
  • Dificuldade para engolir
  • Depressão
  • Sintomas de osteoporose (dor nas costas, postura curvada)

A osteoporose pode afetar o maxilar (osso alveolar) e provocar os sintomas mencionados acima, como mobilidade e possível perda dos dentes e próteses dentárias mal ajustadas.
 

Alimentação e o processo de remineralização e desmineralização

A sua alimentação é muito importante para ajudar a manter os níveis ideais de cálcio em seu corpo e sua boca. Alimentos ricos em cálcio incluem: leite, queijo, iogurte, sardinha, salmão, couve, brócolis, espinafre, sucos enriquecidos com cálcio, alimentos baseados em cálcio, nozes, sementes de gergelim, cereais fortificados e feijão. A ingestão de uma dieta bem balanceada com alimentos variados pode ajudá-lo a obter o nível de cálcio necessário e a proteger os dentes mantendo os níveis ideais de cálcio na saliva.
Precisamos de cálcio na saliva para ajudar na remineralização dos dentes após ataques ácidos que resultam na perda de minerais dos dentes (desmineralização).
Podemos minimizar os ataques ácidos reduzindo a quantidade e a frequência da ingestão de alimentos e bebidas com alto teor de açúcar e de bebidas ácidas em nossa dieta.
 

Boa saúde dentária

Recomenda-se escovar os dentes duas vezes ao dia com um creme dental fluoretado que contenha cálcio e fosfato em sua fórmula, para restabelecer o esmalte do dente enfraquecido e ajudar a fortalecê-lo. O uso do fio dental uma vez ao dia antes de dormir ajudará a remover a placa e restos de comida entre os dentes e a margem gengival. Consulte o médico para verificar os níveis de cálcio e determinar se a suplementação é necessária para restaurar sua saúde e bem-estar.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Dicas para uma dieta saudável

  • Alimentos com alto teor de açúcar são uma causa especialmente comum de cárie dentária. Tornar estes alimentos um deleite em vez de serem a parte principal irá ajudar a proteger os dentes.

  • Manter uma dieta balanceada, consumir comidas variadas dos cinco maiores grupos alimentares.

  • Ao escolher um lanche, opte por alimentos nutritivos como queijo, vegetais crus, iogurtes naturais ou pedaços de frutas.