Cementoblastoma: Desenvolvimento E Tratamento

Mulher jovem no dentista antes de um procedimento odontológico

Cementoblastoma é um nome longo para certo crescimento raro e benigno que ocorre na raiz de um dente. Em geral, nenhum sintoma pode ser notado ou o único sintoma é dor surda. Se não for tratado, no entanto, o cementoblastoma pode continuar crescendo. Com o passar do tempo, o cementoblastoma pode se tornar visível e mudar a aparência do rosto.

Cementoblastomas benignos

Cementoblastomas crescem a partir do cemento, uma substância que reveste as raízes dos dentes. O cemento é menos duro que o esmalte, mas ajuda a proteger a polpa e os nervos dos dentes. Muito raramente, algumas células do cemento crescem incontrolavelmente na ponta da raiz de um dente. O crescimento mineralizado fica geralmente limitado a uma raiz dentária, mas pode se espalhar para outras raízes e o osso circundante.

Às vezes, os profissionais de saúde usam o termo "cementoblastoma benigno"; porém, esses crescimentos nunca são malignos. Por essa razão, em 2005, a Organização Mundial da Saúde removeu a palavra "benigno" e decidiu chamar os crescimentos de cimentooblastomas conforme explica um artigo da revista Journal of the Journal of the Korean Association of Oral and Maxillofacial Surgeons Outros nomes para cementoblastomas na literatura científica incluem cementomas, cementomas verdadeiros e cementomas esclerosantes.

Quem pode desenvolver cementoblastomas?

Homens ou mulheres na segunda ou terceira década de vida são mais propensos a desenvolver cementoblastomas. De acordo com um artigo publicado na revista International Journal of Scientific Study, de todos os casos notificados estudados pelos pesquisadores, cerca de 50% dos pacientes tinham menos de 20 anos de idade e 75% tinham menos de 30 anos.

Cementoblastomas também podem ocorrer em crianças e adultos mais velhos e ocorrem igualmente em homens e mulheres.

Tratamento de cementoblastomas

O tratamento de um cementoblastoma envolve a remoção do crescimento e do dente ou dentes afetados. Embora os cementoblastomas não sejam malignos, eles nunca param de crescer. Com o tempo, os crescimentos podem interferir na função dos dentes e modificar a aparência do rosto. O melhor tratamento é a remoção cirúrgica do cementoblastoma e do dente afetado, que geralmente é um pré-molar ou molar inferior. Também é importante extrair o dente, porque, se ele permanecer, existe o risco de o crescimento reaparecer.

Os cementoblastomas são raros, mas outros problemas dentários podem causar sintais e sintomas semelhantes. Se você sentir dor na raiz de um dente ou notar um nódulo sem explicação, consulte um dentista ou médico. Quando você tem um diagnóstico, pode iniciar o tratamento mais eficaz para o seu problema.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.