Evite dor de dente durante a gravidez

Mulher grávida bebendo água

Se você está esperando ou planeja ter um bebê, uma das pessoas com quem você precisa marcar uma consulta é o seu dentista. Esse conselho pode parecer surpreendente – afinal, não há uma correlação conhecida entre os dentes e a gravidez. No entanto, o risco de doença bucal durante esse estado é elevado. Desequilíbrio hormonal, mudança nos hábitos alimentares e rotina de higiene bucal não tão perfeita são, muitas vezes, os vilões. Assim, para evitar dor de dente na gravidez ou qualquer outro problema dentário, a melhor estratégia começa com uma consulta ao dentista.

 

Consultas ao dentista são seguras

Tantos os dentistas quanto os obstetras preferem que a mulher consulte um dentista antes de engravidar. Dessa forma, o profissional pode fazer um check-up completo e uma limpeza, além de tratar qualquer problema dentário existente – e você terá uma coisa a menos para se preocupar durante os nove meses. Mas se você já estiver grávida, não há motivo para faltar a suas consultas regulares agendadas.

Se você sentir dor de dente durante a gravidez ou tiver qualquer problema na gengiva, não espere até o bebê nascer; ligue para o dentista ao primeiro sinal de um problema. A Associação Americana de Odontologia (ADA) confirma que as consultas ao dentista durante a gravidez são seguras, incluindo a maioria dos procedimentos odontológicos, como raios-X e o uso de anestesia local. Basta informar ao dentista sobre o período de gestação em que você está, se está tomando algum medicamento ou se sua gravidez é considerada de alto risco.


Previna-se contra a cárie

A cárie começa quando as bactérias em sua boca usam os açúcares e carboidratos que você consome para produzir ácidos, que com o tempo, podem dissolver o esmalte dos dentes. Durante a gravidez, você corre um risco particular de desenvolver cárie por vários motivos: os desejos por alimentos, que variam desde sorvete a picles, podem deixar seus dentes vulneráveis a "ataques ácidos", e qualquer diminuição na escovação e no uso do fio dental pode aumentar o problema. Além disso, a acidez na sua boca é muito maior nesse período, e os vômitos decorrentes do enjoo matinal podem intensificar a quantidade de ácido ao qual o esmalte dos dentes está exposto.

Para prevenir a cárie, você precisa escovar os dentes com frequência durante o dia, usando uma escova de cerdas macias e creme dental com flúor. Evite ao máximo os aperitivos açucarados e, se você quiser um doce, coma ao final da refeição. Se você não puder escovar os dentes, lave a boca, e use fio dental uma vez por dia, como faria se não estivesse grávida. Se você sente enjoos matinais, a ADA recomenda lavar a boca com uma colher de chá de bicarbonato de sódio misturada com água após o vômito, para diluir e reequilibrar o conteúdo ácido na boca.


Fique atenta quanto à doença gengival

Não é incomum que uma gestante se queixe de sangramento na gengiva ao escovar os dentes ou passar o fio dental. As alterações hormonais que ocorrem durante a gravidez podem causar inflamação, algumas vezes chamadas de gengivite gravídica. Para evitar que esse problema se torne uma doença gengival mais grave, intensifique sua rotina de cuidados domiciliares, use um enxaguante bucal antimicrobiano e consulte seu dentista para limpezas mais frequentes, para que sua gengiva sensível não tenha outro motivo para ficar irritada.

Às vezes, no segundo trimestre, um inchaço avermelhado de tecido gengival chamado "tumor gravídico" cresce entre os dentes. Esses tumores sangram facilmente e podem ser o resultado do excesso de placa. Não deixe de consultar seu dentista se tiver suspeita de um tumor gravídico, mas a boa notícia é que ele desaparece após o nascimento do bebê.

Outra complicação não tão comum da gravidez são os dentes soltos. A Mayo Clinic explica que isso pode acontecer mesmo na ausência de doença gengival devido a hormônios que afetam os ligamentos que prendem os dentes nos ossos. Se você notar alguma mobilidade dentária que não costumava ter, consulte seu dentista imediatamente.

Sua saúde bucal é parte importante da sua saúde geral e da saúde do seu bebê. É por isso que, para uma gravidez segura e saudável, dentistas e obstetras incentivam as mulheres a priorizar a boca.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Condições comuns durante a GRAVIDEZ

Para ajudar a diminuir quaisquer riscos durante a gravidez, existem algumas recomendações gerais e algumas condições comuns a serem observadas:

  • Gengivite  – Durante a gravidez, os dentes e as gengivas precisam de cuidados especiais. A escovação regular duas vezes por dia, utilização do fio dental uma vez por dia, ingestão de uma dieta balanceada a visitas regulares ao dentista ajudarão a reduzir os problemas dentais que acompanham a gravidez.

  • Erosão do esmalte – Para algumas mulheres, enjoos matinais são os principais sintomas da gravidez. Em conjunto com a náusea, estão ácidos adicionais que, se deixados na boca, podem erodir os dentes. Certifique-se de enxaguar a boca com água ou fluoreto para manter os níveis ácidos sob controle.

  • Boca seca –A boca seca durante a gravidez pode colocar mulheres em risco maior de problemas como cárie nos dentes e infecções. Beba quantidades abundantes de água para permanecer hidratada e mastigue chiclete sem açúcar para aumentar a produção de saliva.

A gengiva inflamada está estragando seu dia?

Gengiva inflamada não é brincadeira; ainda bem que a Colgate possui respostas para você. Experimente um de nossos produtos para ter gengiva saudáveis.