Como a ATM e a dor de ouvido estão relacionadas e são tratadas

amigos com sorriso perfeito tirando uma selfie

Poucas dores são tão perturbadoras como a dor de ouvido. De acordo com a Academia Norte-Americana de Otorrinolaringologia (conteúdo em inglês), aqueles que sofrem disso geralmente acreditam que esse desconforto auditivo está sendo causado por uma infecção. Para surpresa de muitos, no entanto, o motivo mais comum para a dor de ouvido é uma disfunção da articulação temporomandibular (ATM), que causa uma série de problemas que tem início na mandíbula.

Vamos dar uma olhada no quadro da ATM e da dor de ouvido, vejamos como diferenciar essa sensação de outras, por que ela ocorre e como aliviá-la.

O que é a ATM?

A articulação temporomandibular é a estrutura logo na frente dos seus ouvidos onde a mandíbula se conecta com o crânio. A articulação compreende um complexo sistema de músculos, ligamentos, ossos e disco articular que agem em conjunto como uma dobradiça e possibilitam que você mova a sua mandíbula para a frente, para trás ou para os lados. Uma situação que cause o mau funcionamento da mandíbula pode ser considerada uma disfunção da ATM, e os sintomas podem gerar desconforto no canal auditivo.

Características das dores da ATM

A dor de ouvido proveniente da ATM pode ser uma irritação quase imperceptível e contínua ou aguda e lancinante. Inclusive, pode causar espasmos em alguns músculos do rosto. É mais provável que você sinta algo quando mover a mandíbula para falar, mastigar, bocejar ou engolir. Mesmo que afete os tecidos que cobrem a articulação bem na frente do ouvido, você pode vir a sentir essa dor na área do rosto ao longo da cabeça, do pescoço, das têmporas, das bochechas, da mandíbula inferior e dos dentes. A dor de ouvido frequentemente vem acompanhada por um ruído de clique ou por uma sensação irritante e pode dificultar a abertura normal da boca.

Distúrbios da ATM

Os tipos de distúrbios da ATM que os pacientes normalmente experimentam se enquadram em três categorias:

  • Dor miofascial, que vem a ser uma dor profunda e dolorosa nos músculos da articulação temporomandibular;

  • Desarranjo da articulação, o que inclui uma mandíbula deslocada ou uma lesão na área;

  • Doença degenerativa, como uma forma de artrite que afetando a mandíbula.

A dor miofascial é o tipo mais comum de distúrbio da ATM e pode ser mais fácil de aliviar em comparação com os outros dois distúrbios.

Por que ocorre a dor de ouvido proveniente da ATM?

Os distúrbios da ATM e a dor de ouvido causada por eles ocorrem por inúmeros motivos. Mascar chiclete demais, por exemplo, pode causar espasmos musculares sutis (que são um sinal de que algo está errado). Uma má oclusão ou uma mordida irregular, bem como bruxismo, estresse ou outros gatilhos psicológicos, podem pôr pressão nesses músculos, resultando em dor e sensibilidade que irradiam para o ouvido. Qualquer acidente que tenha acontecido com o pescoço ou com a cabeça pode desencadear dor na mandíbula, causando trauma na articulação e cujo resultado é o seu deslocamento.

Procurando alívio para a dor

Tratar distúrbios de ATM depende da causa da lesão e da seriedade das circunstâncias. Pacientes podem obter alívio imediato para músculos doloridos aplicando compressas quentes na área, de forma que a mesma área não fique enrijecida quando usada. Anti-inflamatórios e relaxantes musculares também podem ajudar a reduzir os espasmos e a sensibilidade. Se a sua dor está sendo causada por ranger os dentes ou por uma mordida "errada", o uso de uma placa miorelaxante ou um tratamento ortodôntico podem ser de ajuda. Aftas causadas pelo bruxismo podem acompanhar o seu distúrbio de ATM.

Em último caso, lesões na articulação temporomandibular necessitam de uma restauração para a posição correta da sua mandíbula, isso através de uma cirurgia. E se você estiver com qualquer tipo de dor de ouvido, não fique presumindo que se trata de um infecção. Considere a possibilidade de que você possa estar com dor de ouvido por conta de um distúrbio de ATM e procure ajuda profissional para avaliar a verdadeira origem da dor.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Formas de aliviar os SINTOMAS DE ATM

Enquanto não existe uma cura única para ATM, existem diferentes tratamentos que podem reduzir dramaticamente os sintomas. Seu dentista poderá recomendar um ou mais dos tratamento a seguir:

  • Medicamento – Tentando eliminar espasmos musculares e a dor por meio da aplicação do calor úmido ou tomando medicação, como relaxantes musculares, aspirina, outros analgésicos sem prescrição ou medicamentos anti-inflamatórios.

  • Utilizar um protetor bucal noturno – Reduz os efeitos nocivos de travamento ou rangido dos dentes por meio da utilização de um protetor bucal ou tala.

  • Relaxar – Aprender técnicas de relaxamento para auxiliar no controle da tensão muscular na mandíbula. Seu dentista pode sugerir que você procure treinamento ou aconselhamento para eliminar o estresse.