Abscesso dental e gengival: tudo o que pode fazer

jovem-com-skate-na-mão

Quando existe uma irritação bucal, bactérias podem entrar e causar uma infecção. Às vezes, você verá um inchaço doloroso repleto de pus (um líquido grosso e amarelado). Se o pus não for drenado, a área ficará mais inchada e dolorida. Isso é conhecido como abscesso.

O abscesso pode se formar rapidamente e, algumas vezes, ele se forma apenas um ou dois dias após a infecção começar. Existem dois tipos:

  • Periodontal normalmente é causado por uma infecção no espaço entre o dente e a gengiva. Essa infecção pode ocorrer após a comida ficar presa entre eles. Em pessoas com graves doenças periodontais, bactérias se alojam entre e gengiva e o osso.
  • Periapical: acontece quando o canal radículado do dente etá contaminado. Esse tipo surge no ápice da raiz do dente e, em seguida, se espalha para o osso adjacente.

A maioria dos abcessos são doloridos, por isso as pessoas geralmente procuram tratamento imediatamente. Por vezes, a infecção causa pouca ou quase nenhuma dor. Se esse problema não é tratado, a infecção pode durar meses ou até mesmo anos. Ela não irá desaparecer sozinha, então é importante não ignorar os sintomas e procurar ajuda profissional.

Se a infecção não é tratada, ela pode prejudicar o dente e o osso adjacente. Um canal pode se formar através do osso e da pele para permitir a drenagem do pus. Esse canal é chamado de fístula. Você pode ver ou sentir essa saída dentro da sua boca. Ela se parece com uma espinha. Se você tiver pus sendo drenado através de uma fístula, poderá sentir um gosto desagradável na boca.

O acúmulo da pressão no abscesso é o que causa a dor. Drená-lo por meio de uma fístula reduz a pressão. A dor desaparecerá, porém, a infecção ainda precisará ser tratada.

Em casos raros, a infecção se espalha para todo o corpo através da circulação sanguínea e linfática e gera sérios problemas de saúde.

O que você pode fazer

Os abscessos são graves porque a infecção pode se espalhar para outras partes do corpo. Contate seu dentista para agendar uma consulta.

Se você consegue ver ou sentir algo semelhante a uma espinha inchada na sua gengiva, enxágue a boca várias vezes ao dia com uma solução de água morna salgada. Use ½ colher de chá de sal em 230 ml de água. Isso pode ajudar a drenar o pus e aliviar a pressão. Mesmo que o enxágue ajude a melhorar, você ainda precisará consultar seu dentista assim que possível.

Procedimentos no consultório odontológico

A maior parte dos abscessos gengivais tem uma significativa melhora após três procedimentos:

  • A área ser completamente limpa
  • O pus que está preso conseguir ser expelido
  • A infecção ser tratada

Se a fístula estiver formada, seu dentista a rastreia até encontrar a fonte da infecção. Para isso, ele insere um pedaço flexível e fino de material dentro da fístula, a fim de conseguir efetuar um raio x um raio-X e identificar o local local em que a fístula se encontra. Uma vez que seu dentista tenha removido a infecção, a fístula geralmente se fecha sozinha.

Se a infecção começou dentro de um dente, o dentista fará um pequeno acesso nele para drenar o abscesso. O dente precisará de tratamento de canal, seguido por uma obturação ou coroa.

Se o abscesso for muito grande ou o dente estiver muito danificado, é possível que você precise drená-lo ou remover o dente. O dentista faz um acesso à região infeccionada, com isso, fornece uma saída para qualquer fluído ou pus. Assim, o risco de propagação da infecção será reduzido.

Pessoas com graves doenças periodontais podem ter abscessos. Drená-los ajuda a resolver o problema naquele momento, porém, a doença periodontal precisa ser tratada para prevenir outra infecção.

Seu dentista pode prescrever antibióticos e analgésicos. Esses remédios ajudarão a tratar o problema e a evitar que a infecção se espalhe.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Principais dicas de prevenção a EMERGÊNCIAS DENTÁRIAS

  • Utilizar protetor dental – Se você estiver planejando participar de esportes de contato, utilizar um protetor dental pode ajudar a proteger a boca de lesões e traumas.

  • Evite alimentos duros e doces – Para ajudar a proteger os dentes de lesões ao se alimentar, evite morder doces duros e gelo.