Sinais de câncer de lábio

homem com herpes labial

O câncer de lábio não recebe tanta atenção quanto outros tipos de câncer de boca, mas não é um problema incomum. Quase uma em cada cinco pessoas desenvolverá câncer de pele durante a vida, que inclui os lábios, de acordo com a Skin Cancer Foundation, por isso é importante estar ciente dos sinais desse tipo de câncer.

Como esse câncer ocorre

A exposição à radiação ultravioleta (UV) é um importante fator de risco para o desenvolvimento desse tipo de câncer. Como os raios UV provêm principalmente da luz solar, você já deve saber que é preciso usar protetor solar na pele exposta, mas não pode se esquecer de proteger os lábios também.

O tabagismo e o consumo de álcool também são fatores de risco bem conhecidos do câncer de boca. De acordo com o National Cancer Institute, as pessoas fumantes têm cerca de 10 vezes mais chances de desenvolver câncer de boca do que as não fumantes. Além disso, pessoas que bebem de três a quatro bebidas alcoólicas por dia têm duas vezes mais chances de desenvolver câncer de boca do que quem não bebe. O tabaco e o álcool são prejudiciais principalmente quando usados juntos ― nesse caso, o risco de câncer de boca é de duas a três vezes maior.

Sinais de alerta para o câncer de lábio

Muitas irregularidades visíveis podem sinalizar o desenvolvimento de câncer de lábio, conforme descrito pela Sociedade Americana de Câncer. Você pode notar uma mancha vermelha no lábio que forma crostas, coça ou sangra. Nódulos ou caroços parecidos com verrugas nos lábios também podem ser sinais de alerta. Você também pode notar feridas abertas nos lábios que, embora possam parecer herpes labial, não cicatrizam da mesma maneira. Lembre-se de que os sinais de alerta do câncer de lábio podem estar presentes apenas como uma área pálida, semelhante a uma cicatriz, ou podem ser completamente diferentes dos descritos acima. Se você notar alguma alteração na aparência dos lábios, deve sempre procurar o dentista para um exame.

Diagnóstico precoce

O diagnóstico precoce é muito importante, pois o câncer de lábio é quase sempre curável quando detectado logo no início. Para isso, é preciso verificar regularmente os lábios em busca de alterações que possam ser sinais de câncer. Também é importante consultar o dentista para exames regulares de detecção de câncer de boca, em que os lábios e o resto da boca são examinados em busca de tecidos cancerosos, visíveis ou não. Se algum tecido suspeito for identificado, poderá ser feita uma biopsia.

Tratamento do câncer de lábio

De acordo com o National Cancer Institute, há dois tratamentos principais usados para esse tipo de câncer. O primeiro é um tipo de cirurgia em que o tecido afetado dos lábios é removido, juntamente com alguns tecidos adjacentes saudáveis para garantir que todas as células cancerosas sejam eliminadas. Como os lábios são uma parte altamente visível do nosso corpo, o dentista pode encaminhá-lo a um cirurgião plástico para restauração da aparência original dessa parte do rosto.

O outro tipo de tratamento frequentemente usado é a radioterapia. Esse procedimento ocorre com a aplicação raios X e outras fontes seguras de radiação para matar as células cancerígenas que afetaram a boca. Antes de iniciar a radioterapia, é necessário agendar um exame odontológico para que problemas dentários existentes, como doença periodontal, possam ser tratados primeiro. Se você tiver algum problema que afete a gengiva ou os dentes, o dentista pode prescrever um enxaguante bucal antimicrobiano antes de prosseguir com o tratamento contra o câncer.

O câncer de lábio pode ser tratado se for diagnosticado precocemente, por isso, examine sempre seus lábios e consulte o dentista regularmente para exames de detecção de câncer de boca. Se você notar alguma alteração, marque uma consulta com o dentista imediatamente.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS

Efeitos do CÂNCER  na saúde bucal

Os tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia e a radioterapia também podem afetar a saúde dental do paciente. Sintomas comuns incluem boca seca; dificuldade em mastigar, deglutir, degustar ou falar; cárie dentária; sensação de queimação na boca ou garganta; feridas na boca e infecções da boca.