A eritroplasia é um sinal de alerta para o câncer de boca?

Dois adultos sorrindo e caminhando pelo parque

Você está se perguntando se precisa ir mesmo ao dentista por causa dessa mancha irritada na língua? As lesões bucais comuns incluem leucoplasia (mancha branca), eritroplasia (mancha vermelha) ou uma combinação de manchas vermelhas e brancas chamada de eritroleucoplasia. Muitas lesões são inofensivas e podem ser identificadas e monitoradas sem preocupação. No entanto, qualquer lesão vermelha deve acender um "sinal de alerta" para uma condição pré-cancerosa e exigirá uma avaliação mais cuidadosa.

Embora se pareça com outras lesões benignas que podem surgir na boca, a eritroplasia pode ser sinal de algo mais perigoso. Essa mancha na boca é definida pela Oral Cancer Foundation como uma "lesão vermelha que não pode ser classificada como outra entidade".Essencialmente, é uma mancha ou placa vermelha no tecido da cavidade bucal que não pode ser associada a nenhuma outra afecção da boca, como queimadura, abrasão ou trauma. Essa condição é uma lesão bucal menos comum e que tem maior chance de ser pré-cancerosa. De acordo com o Jefferson University Hospitals, geralmente aparece no assoalho da boca ou na língua. Então, quem é suscetível a esse problema e como ele pode ser tratado?

Causas e fatores de risco

A eritroplasia pode ser causada por hábitos nocivos à saúde (como tabagismo e alimentação inadequada), trauma persistente nos tecidos bucais ou simplesmente pelo envelhecimento. Ninguém está livre de desenvolver essa lesão, mas ela pode ser prevenida ou, pelo menos na forma mais precoce, erradicada antes de evoluir para um câncer de boca. Como o risco de câncer aumenta com a idade e na presença de certos fatores de risco, a maioria dos casos é identificada em pessoas acima de 40 anos que bebem e fumam em excesso, de acordo com o site American Family Physician.

Detecção e tratamento

O exame regular da boca e dos dentes é fundamental para a detecção precoce. O dentista ou higienista dental está qualificado para realizar um exame minucioso dos tecidos moles e da cabeça e pescoço para detectar qualquer problema na boca. A eritroplasia pode surgir sem dor ou sintomas e geralmente não se desenvolve em uma grande área. As áreas de alto risco mais comuns para esse tipo de lesão são a borda lateral ou o lado inferior da língua, o assoalho da boca e a parte de trás da garganta. De acordo com a Sociedade Americana de Câncer, qualquer área suspeita deve ser examinada de perto com instrumentos, gaze e palpação, pois essas lesões vermelhas planas de textura aveludada frequentemente sangram quando raspadas ou palpadas. As bochechas, lábios, gengiva e o céu da boca também devem ser examinados quanto a qualquer alteração.

Se uma lesão vermelha suspeita for identificada, o próximo passo é fazer uma biópsia. Esse exame pode ser feito no consultório do dentista ou de um cirurgião dentista e será necessária anestesia local para remover o tecido da área. A amostra de tecido será enviada para um laboratório para diagnóstico e o resultado pode levar alguns dias. Se o resultado indicar câncer, o paciente será encaminhado a um especialista para tratamento, que incluirá a remoção completa da lesão e do tecido circundante. Se a biópsia revelar displasia ou uma lesão pré-cancerosa, a remoção ou excisão ainda pode ser recomendada ou, no mínimo, será necessário o monitoramento rigoroso e frequente da área.

O cuidado com a saúde bucal é fundamental para a saúde geral, e isso deve incluir consultas regulares ao dentista e exames médicos de rotina. Se você desenvolver feridas na boca, use um enxaguante bucal sem álcool para ajudar a promover a cicatrização natural das pequenas irritações. É sua responsabilidade ter um estilo de vida saudável aliado a cuidados preventivos. Cuide da sua boca e a examine regularmente; assim, você pode detectar qualquer alteração assim que ela ocorrer. Ao não ignorar o "sinal de alerta", você ajudará a reduzir suas chances de desenvolver câncer de boca.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Efeitos do CÂNCER  na saúde bucal

Os tratamentos contra o câncer, como a quimioterapia e a radioterapia também podem afetar a saúde dental do paciente. Sintomas comuns incluem boca seca; dificuldade em mastigar, deglutir, degustar ou falar; cárie dentária; sensação de queimação na boca ou garganta; feridas na boca e infecções da boca.