Glândula sublingual: funções e preocupações

Menina chorando com dor de dente

O corpo humano tem diversas partes e funções das quais as pessoas dependem diariamente, mas sem pensar muito em como funcionam. Por exemplo, ao lamber os lábios, notamos imediatamente a presença de saliva. Mas o que é exatamente a saliva, como é produzida e que papel desempenha na manutenção da saúde bucal? É aí que entra a glândula sublingual.

Saliva e glândulas salivares

A saliva é um líquido que contém minerais que atuam para diminuir o nível de acidez na boca. Isso, por sua vez, evita o surgimento de cárie e o desgaste do esmalte. A saliva também lubrifica os alimentos quando você os mastiga, para facilitar sua passagem do esôfago para o estômago. Você produz saliva nas três glândulas salivares maiores, encontradas no palato, bochechas e assoalho da boca. Essas três glândulas são a parótida, a submandibular e a sublingual.

Glândula sublingual

O terceiro tipo das três principais glândulas salivares é o sublingual. Segundo o National Institutes of Health, nós temos duas glândulas sublinguais, uma em cada lado da parte mais frontal do assoalho da boca. Essas glândulas produzem apenas 5% do suprimento de saliva da boca, de acordo com o Cedars-Sinai.

Glândulas salivares: Problemas e preocupações

As glândulas sublinguais podem apresentar problemas de saúde, assim como as outras glândulas salivares. Veja a seguir alguns dos problemas mais comuns e saiba como tratá-los.

Os cálculos nas glândulas salivares são o resultado do acúmulo de cálcio no ducto de uma glândula salivar, que bloqueiam a liberação de saliva na boca. Os cálculos nas glândulas salivares ocorrem nas glândulas submandibulares 87% das vezes, mas também podem afetar as parótidas e sublinguais, demonstra um estudo publicado na revista European Archives of Oto-Rhino-Laryngology. O tratamento depende de alguns fatores. Cálculos pequenos podem ser tratados com compressa quente e o aumento do consumo de água. Cálculos maiores precisam ser removidos por um dentista.

De acordo com a Cleveland Clinic, a sialoadenite é a inflamação das glândulas salivares causada por um vírus ou bactéria. Essa condição ocorre principalmente nas glândulas parótidas ou submandibulares. Alguns sintomas incluem diminuição do fluxo salivar, inflamação das glândulas salivares e boca seca. As opções de tratamento incluem antibióticos, massagem nas glândulas, tomar suco de limão e chupar balas duras. Em alguns casos, poderá ser necessária cirurgia.

A síndrome de Sjögren é um distúrbio do sistema imunológico que pode afetar as glândulas salivares. Os sintomas incluem inchaço das glândulas salivares, boca seca, olhas secos, erupções cutâneas e dor e inchaço nas articulações, explica a Mayo Clinic. As opções de tratamento incluem medicamentos prescritos para tratar certos aspectos da doença. Em alguns casos, é necessária cirurgia do canal lacrimal.

Manter a boca saudável é parte essencial da saúde geral de uma pessoa. A base para uma boa higiene bucal começa com a escovação pelo menos duas vezes por dia, seguida do uso do fio dental para alcançar áreas que a escova dental não alcança. Experimente usar um enxaguante bucal, que restaura o cálcio natural e repara o esmalte dos dentes enfraquecido. Recomenda-se também a limpeza regular pelo dentista.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS 

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.