O papel da úvula: anatomia, função e uvulite

uma boca aberta com uma úvula inchada

A boca é uma parte do corpo que recebe atenção constante. Sem o trabalho em conjunto de todas as partes da boca não conseguiríamos respirar, comer nem falar. Uma dessas partes, a úvula, pode não receber tanta atenção quanto os dentes ou a língua, mas é igualmente importante.

 

Anatomia da boca

 

O céu da boca é recoberto por um tecido revestido por uma membrana úmida, chamado palato, de acordo com o site Nemours. O palato é dividido em duas partes. O palato duro, na parte da frente, separa a boca da cavidade nasal, enquanto o palato mole, na parte de trás, ajuda a bloquear a garganta enquanto comemos ou bebemos algo. A úvula (corretamente chamada de úvula palatina) é encontrada no palato mole, ladeada pelas amígdalas. Ambas as estruturas estão localizadas na abertura da garganta, também conhecida como faringe.

 

Qual a função da úvula?

 

Embora, no passado, as teorias científicas sugerissem que essa estrutura era meramente um órgão vestigial, ela de fato tem uma função. Segundo a Universidade Estadual do Óregon, o ato de engolir move a úvula e o palato mole para cima, impedindo que alimentos e líquidos entrem na cavidade nasal.

Essa estrutura minúscula, constituída de mucosa, tecido conjuntivo e músculo, contribui para nossa capacidade de fala, de acordo com Universidade Estadual da Pensilvânia. Também previne o engasgamento ao desencadear o reflexo de náuseas quando um objeto muito grande alcança a parte de trás da garganta.

 

Uvulite

 

Como muitas outras partes do corpo, essa parte do palato mole não está isenta de inflamações e doenças. Segundo a Alberta Health Services, a uvulite costuma ser causada por uma infecção, mas às vezes resulta de uma alergia ou lesão. Os sintomas incluem vermelhidão e inchaço, dor de garganta, dificuldade para engolir ou sensação de que algo está preso na parte de trás da garganta.

Embora você possa precisar consultar o médico em caso de uvulite, há alguns remédios caseiros que você pode experimentar:

  • Beba bastante líquido.
  • Faça gargarejos com água morna e sal.
  • Use um spray para a garganta.
  • Consulte o médico sobre a possibilidade de tomar um analgésico de venda livre.
  • Não fume e limite sua exposição à fumaça de cigarro.

Se os sintomas não desaparecerem ou você notar manchas vermelhas ou brancas na parte de trás da boca, pode ser um caso de infecção bacteriana chamada de faringite estreptocócica. Embora a faringite estreptocócica seja mais comum em crianças, os adultos também podem ter essa infecção. Os sintomas típicos são dor de garganta, febre, glândulas inchadas e amígdalas vermelhas, informa a Cleveland Clinic. Se o episódio de uvulite causar dor ou durar mais de alguns dias, não deixe de marcar uma consulta com o médico.

 

Apneia do sono

 

A vibração do palato mole e dos tecidos circundantes é o que causa o som do ronco, como explica a Universidade Estadual da Pensilvânia. A Mayo Clinic ressalta que um palato mole espesso pode estreitar a vias respiratórias de uma pessoa enquanto ela dorme, enquanto uma úvula alongada pode obstruir o fluxo de ar e aumentar a vibração dos tecidos.

O ronco pode ser mais preocupante do que você pensa. Pode ser um sinal de apneia obstrutiva do sono (AOS), um distúrbio do sono que faz com que a respiração comece e pare repetidamente enquanto dormimos e que pode ter consequências potencialmente graves Um dos principais mecanismos da apneia obstrutiva do sono está relacionado com a anatomia da boca: Os músculos do palato mole relaxam e as vias respiratórias se estreitam ou até se fecham enquanto dormimos.

A Mayo Clinic assinala que os sintomas mais comuns da AOS são ronco alto, respiração ofegante ao dormir, boca seca pela manhã, dificuldade para ficar acordado durante o dia, insônia e irritabilidade. As pessoas correm maior risco se estiverem acima do peso ou tiverem determinadas doenças, como hipertensão ou diabetes.

Se não for diagnosticada e adequadamente tratada, a apneia do sono pode contribuir para complicações médicas graves, como hipertensão e doenças cardíacas. Se você acha que sofre de apneia do sono, consulte um médico.

Na maioria das vezes, você nem vai se lembrar da presença da úvula na boca, mas se a uvulite ou problemas de garganta se tornarem persistentes, procure ajuda de um médico e marque uma consulta.

Este artigo tem como objetivo informar e difundir o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Esse conteúdo não deve substituir a orientação, o diagnóstico nem o tratamento profissional. Sempre procure a orientação do seu dentista ou de outro especialista para quaisquer dúvidas que você possa ter com relação à sua condição médica ou ao seu tratamento.

ARTIGOS RELACIONADOS

Quais são as diferentes partes de um dente?

Cada dente possui diversas partes distintas; a seguir, consta uma VISÃO GERAL de cada parte:

  • Esmalte – É a parte externa e mais dura do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado pela cárie se os dentes não forem cuidados adequadamente.

  • Dentina – É a camada do dente dentro do esmalte. Se a cárie conseguir passar pelo esmalte, em seguida, ataca a dentina – onde milhões de canais conduzem diretamente a polpa dental.

  • Polpa – É o tecido macio encontrado no centro de todos os dentes, onde o tecido nerval e os vasos sanguíneos estão localizados. Se a cárie dentária atingir a polpa, isso geralmente causa dor e pode necessitar de um procedimento de canal na raiz.