Ibuprofeno e acetaminofeno juntos podem oferecer alívio profundo da dor com menos efeitos colaterais após cirurgia odontológica

A administração de ibuprofeno e acetaminofeno (APAP) juntos pode ajudar a tratar a dor pós cirurgica oral sem aumentar significativamente os efeitos colaterais que estão frequentemente associados a outras combinações medicamentosas, de acordo com um artigo na edição de agosto do The Journal of the American Dental Association.

O uso de combinações medicamentosas para tratar a dor pós cirurgica oral tem sido defendido nos últimos anos como um substituto para a administração de medicamentos de venda livre - como ibuprofeno, naproxeno e APAP – uma vez que as combinações medicamentosas podem fornecer maior alívio da dor. A combinação mais comum é APAP e um opioide - um medicamento prescrito. A combinação de ibuprofeno-APAP foi sugerida como uma alternativa às combinações de opioide-APAP para ajudar os pacientes a evitarem potenciais reações adversas associadas aos opioides.

Os Drs. Paul A. Moore, presidente do Departamento de Anestesiologia Odontológica, da Escola de Medicina Odontológica, Universidade de Pittsburgh, e Elliot V. Hersh, professor de farmacologia, Departamento de Cirurgia Oral e Farmacologia, Escola de Medicina Odontológica, Universidade da Pensilvânia, avaliaram as evidências científicas para o uso da combinação de ibuprofeno-APAP para tratar a dor em pacientes após a extração dos dentes do siso(terceirosmolares).

Eles descobriram que a combinação de ibuprofeno-APAP pode fornecer alívio da dor mais eficaz e ter menos efeitos colaterais do que muitas das combinações contendo opioides. Também observaram evidências que indicam que a combinação de ibuprofeno-APAP forneceu maior alívio da dor do que ibuprofeno ou APAP isoladamente. Os efeitos adversos associados à administração da combinação de ibuprofeno-APAP foram semelhantes àqueles dos medicamentos individualmente.

A melhora demonstrada no alívio da dor pós-operatória para a combinação de ibuprofeno e APAP fornece outra estratégia para tratamento da dor e é uma alternativa à prescrição de formulações opioides após cirurgia de extração do terceiro molar”, afirmaram os Drs. Moore e Hersh em seu artigo.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.