Implantes dentais são alternativas a dentes ausentes ou próteses

Implantes dentais são as opções para a substituição de dentes ausentes ou muito destruídos.  Um implante dental oferece conforto e estabilidade e, em virtude do dente artificial que ele suporta, é a restauração que mais se aproxima de um dente natural.

Os implantes são “âncoras” fabricadas que parecem cilindros ou parafusos. São substitutos artificiais das raízes dos dentes naturais. Implantes são usados na mandíbula e na maxila. São feitos de titânio e de outros materiais bem adaptados ao corpo humano. Encaixam-se no osso da maxila/mandíbula e ao tecido gengival para se tornar uma base estável para um ou mais dentes artificiais feitos sob medida, chamados de coroas dentais.

Os implantes dentais têm sido usados por várias décadas. Pacientes de todas as idades escolheram implantes dentais para substituir um único dente ou para suportar próteses totais ou parciais. Não é de se surpreender. Implantes dentais e suas coroas ajudam a restaurar a capacidade de mastigar os alimentos. Ajudam a levantar um rosto que, caso contrário, poderia parecer afundado por causa da falta de dentes. Diferentemente das próteses, os implantes e as coroas não são retirados para ficar de molho à noite e limpeza. Não são necessários adesivos.

O tratamento geralmente é um processo de três etapas que leva vários meses. Na primeira etapa, o dentista coloca cirurgicamente o implante na maxila/mandíbula, com a parte superior do implante ligeiramente acima da superfície do osso. Um parafuso é inserido no implante para evitar a entrada do tecido gengival e de outros resíduos. A gengiva é, então, fechada sobre o implante. O implante permanecerá coberto por aproximadamente três a seis meses enquanto se funde com o osso, um processo chamado de “osseointegração”.

Na segunda etapa, o implante é descoberto e o dentista encaixa uma extensão, chamada de “post” (pilar intermediário), ao implante. Deixa-se o tecido gengival cicatrizar ao redor do “post”. Alguns implantes requerem um segundo procedimento cirúrgico no qual um “post” é preso/fixado para conectar os dentes substitutos. Com outros implantes, o implante e o “post” formam um conjunto unitário colocado na boca durante a cirurgia inicial.

Na terceira e última etapa, o dentista confecciona uma coroa com o tamanho, formato, cor e o encaixe que se harmonizam com seus outros dentes. Uma vez pronta, a coroa é fixada no “post” do implante.

Quem é um bom candidato para tratamento com implante? Você pode ser, se estiver em bom estado de saúde e apresentar gengivas saudáveis e osso adequado para suportar um implante. Você deve estar comprometido com uma ótima higiene bucal para manter sua boca saudável e disposto a agendar consultas regulares com seu dentista. Pergunte ao seu dentista se os implantes são uma boa opção terapêutica para você.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

Cuide de seus implantes para o futuro

A longevidade e o sucesso de seus implantes dependem da sua higiene bucal. Use um de nossos cremes dentais, escovas de dentes e escovas interdentais para ajudar a manter sua boca limpa e saudável.