Os dentes do siso devem ser removidos?

Jennifer Flach era uma estudante do ensino médio quando seus dentes do siso começaram a causar problemas.

"Meus outros dentes começaram a se movimentar", ela diz. "Os dentes do siso estavam saindo e desfazendo o trabalho de ortodontia que eu tinha feito na época do ensino fundamental".

Ao mesmo tempo, o irmão dela — dois anos mais novo e também no ensino médio – não tinha sintomas. Mas o dentista da família disse que os dentes do siso dele também iriam sair.

Jen o irmão sofreram cirurgias ao mesmo tempo e nas mesmas condições e se recuperaram juntos em casa durante um feriado de primavera. "Foi uma semana e tanto na casa dos meus pais", ela diz.

Patrick Grother tinha 26 anos quando foi informado pelo dentista de que seus dentes do siso precisavam ser removidos. O dente do siso inferior esquerdo tinha nascido parcialmente na boca, mas ainda estava coberto por um retalho de gengiva. “O dentista disse que os alimentos poderiam ficar depositados nesse local e infeccionar”, ele diz.

Por fim, Patrick teve seu dente do siso do lado esquerdo extraído.

Poucas pessoas nascem sem dentes do siso. Outras possuem espaço suficiente na boca para eles. Mas muitos de nós, como Jen e o irmão, têm os dentes do siso extraídos ainda na juventude. E como Patrick, muitos de nós somos alertados quanto ao problema quando nossos dentes do siso não conseguem sair.

Caso isso aconteça, o dente pode estar coberto por um retalho de gengiva. Pedaços de alimentos e bactérias podem ficar retidos sob o retalho e isso pode causar inchaço e uma infecção de baixo grau chamada pericoronite. Isso geralmente acontece com os dentes do siso inferiores. A pericoronite e a dor causada por ela são as razões mais comuns pelas quais as pessoas precisam ter esses dentes extraídos.

Existem, porém, outros motivos que justificam a extração dos dentes do siso.

Em muitas pessoas, a erupção desses dentes é bloqueada por ossos ou por outros dentes. Às vezes, os dentes estão inclinados sob a gengiva, o que é chamado pelos dentistas de "dentes impactados."

Isso pode causar dor, mas nem sempre. A pessoa pode não sentir nada durante anos e pode até não ter ciência de possuir dentes do siso por anos, até que o dentista perceba sua presença na radiografia.

As consultas regulares com oo dentista são importantes durante a adolescência e até os 20 anos de idade. Com isso, o dentista poderá usar radiografias para acompanhar o progresso dos seus dentes. Quaisquer problemas serão notados precocemente.

Mesmo que os dentes do siso não estejam causando dor ou problemas, em algum momento os problemas aparecerão. Os mais comuns são a cárie, infecção ou compactação ou dano aos outros dentes. Os dentes próximos a eles têm mais probabilidade de desenvolver problemas de gengiva.

Entretanto, complicações mais graves podem ocorrer. Algumas pessoas desenvolvem crescimentos cheios de fluido chamados cistos, que podem causar dano permanente aos ossos, dentes e nervos. Em casos raros, pode haver também o desenvolvimento de tumores.

Nem sempre todos os dentes do siso precisam ser removidos. Mas se houver a possibilidade de eles causarem problemas, será mais fácil extraí-los na juventude. Isso porque as raízes dos dentes ainda não estão totalmente desenvolvidas e o osso ao redor ainda é menos denso. As pessoas mais jovens também apresentam cicatrização mais rápida que as mais idosas. E à medida que se envelhece, leva mais tempo para a recuperação de uma cirurgia.

© 2002- Aetna, Inc. Todos os direitos reservados.

Você tem praticado uma boa higiene bucal após a cirurgia?

Se você extraiu seu dente do siso recentemente, é importante manter a sua boca limpa, mesmo depois que ela cicatrizar. Experimente usar Colgate Periogard para uma melhor recuperação pós-operatória.