Asma e cárie: comuns em crianças mas não interligadas

Uma relação que há muito se suspeitava existir entre asma e cárie dentária não existe, dizem pesquisadores numa revisão da literatura recém publicada.

Dr. Gerardo Maupomé, professor de odontologia preventiva e comunitária na Faculdade de Odontologia da Universidade de Indiana e primeiro autor do estudo publicado no Journal of the American Dental Association de setembro, diz que a ideia de uma conexão provavelmente se origina de relatórios de postos de emergência feitos por profissionais que atendem crianças com asma mal controlada.

"Essas crianças também poderiam ser mais propensas a ter problemas odontológicos mal controlados e, consequentemente, cárie", diz Dr. Maupomé. "É razoável acreditar que o controle clínico insatisfatório possa estar associado a ambas as condições, não é a asma que está causando as cáries".

"Existe uma Relação entre Asma e Cárie Dentária?": Uma Revisão Crítica da Literatura examinou os 27 estudos separados que procuravam por uma ligação entre asma e cárie dentária que foi relatada em 29 trabalhos publicados entre 1976 e março de 2010. O grande número de variáveis envolvidas, incluindo a severidade dos sintomas da asma e a variedade de tipos de tratamento para a doença, tornou difícil determinar de maneira inequívoca se existe uma relação causal entre as duas.

"Encontramos poucas evidências para sugerir que a asma causa cárie dentária", diz Dr. Maupomé, que é também um cientista afiliado do Instituto Regenstrief. "Na verdade, os dois maiores estudos que revisamos apontaram que crianças com asma parecem ter menos cárie do que as outras. Isso pode se dever ao fato de seus pais estarem acostumados a levá-las a consultas com profissionais de saúde e, rotineiramente, as levarem ao dentista".

Cárie dentária e asma são as duas doenças crônicas da infância mais prevalentes nos Estados Unidos.

Os cuidados rotineiros com os dentes, domésticos e profissionais, são essenciais para todas as crianças. Pais de crianças com asma não precisam ficar preocupados com um risco aumentado de cárie dentária, mas Dr. Maupomé destaca que as crianças que usam nebulizadores para controle da asma podem estar inadvertidamente aumentando a frequência de exposição aos açúcares, pois esses nebulizadores usam frutose para entregar a terapia. A frequência e a quantidade de certos açúcares consumidos são fatores causadores de cárie de grande importância.

Dr. Maupomé também recomenda que crianças que são respiradores bucais ou que têm boca seca visitem o dentista regularmente para check-ups. Essas condições podem estar associadas com asma, mas também são encontradas em crianças que não têm asma. Muitas medicações usadas por longo prazo (como as medicações para asma) mostraram reduzir a quantidade de saliva, que é a primeira proteção dos dentes.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.