Lanchinhos adoçados com xilitol poderiam reduzir a placa em crianças pequenas

Usinhos de goma contendo xilitol — um álcool de ocorrência natural que é freqüentemente usado como adoçante — poderiam ajudar a evitar a placa em crianças pequenas, segundo pesquisadores da Universidade de Washington (UW), Seattle.

O xilitol mostrou reduzir os níveis de Streptococcus mutans, uma bactéria associada com a doença periodontal e a cárie dentária. Embora existam gomas de mascar adoçadas com xilitol, elas não são consideradas adequadas para crianças pequenas.

Os pesquisadores da UW examinaram a eficácia do xilitol recebido por meio de um método de entrega diferente: ursinhos de goma. Distribuíram 154 crianças da primeira à quinta série de duas escolas de ensino fundamental em três grupos, dois grupos receberam os ursinhos de goma com diferentes concentrações de xilitol e um terceiro grupo recebeu ursinhos de goma com um adoçante diferente. As crianças receberam quatro ursinhos de goma três vezes ao dia durante o horário escolar.

Os pesquisadores recolheram amostras da placa no início do estudo e seis semanas depois para determinar os níveis de Streptococcus mutans e duas outras bactérias, Streptococcus sobrinus e Lactobacillus.

Não encontraram diferenças entre os níveis de S. mutans, S. sobrinus e Lactobacillus presentes na placa entre os grupos na fase inicial. Após seis semanas, encontraram níveis significativamente reduzidos de S. mutans e S. sobrinus em todos os grupos. Os resultados para os Lactobacillus, entretanto, foram mistos. Os pesquisadores encontraram reduções nos níveis de placa nos grupos recebendo a dose mais alta de xilitol e do outro adoçante, ao mesmo tempo e encontraram um aumento no grupo de baixa dose de xilitol.

“Para o xilitol ser utilizado com sucesso nos programas de promoção da saúde bucal entre as crianças da escola de ensino fundamental, deve ser identificado um meio eficaz de entrega do xilitol”, diz o Dr. Kiet A. Ly, Professor Assistente do Departamento de Ciências de Saúde Pública Odontológica da Universidade de Washington. “Os ursinhos de goma neste estudo pareceram ser mais adequados do que as gomas de mascar”.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

A placa bacteriana é um conjunto de bactérias que se desenvolvem em seus dentes.

Quando a placa não é removida por meio da escovação e fio dental, ela se transforma em tártaro que possui uma superfície áspera e retentiva incentivando a formação de mais placa. Experimente um dos cremes dentais da Colgate com agentes antibacterianos.