Como lidar com feridas e irritações na boca

Feridas que se desenvolvem na boca e outras irritações são relativamente comuns, mas podem ser uma fonte de desconforto para muitas pessoas. A maioria cicatriza sozinha no prazo de uma ou duas semanas; algumas podem exigir uma visita ao dentista.

A seguir, listamos alguns dos distúrbios mais comuns nos tecidos moles, seguidos de orientações da Associação Dental Americana sobre o que fazer:

  • Aftas: As aftas geralmente se desenvolvem dentro da boca na forma de pequenas feridas brancas ou acinzentadas com um borda avermelhada. Não são contagiosas. As aftas podem ocorrer como uma ou diversas feridas. Em alguns casos, a causa é desconhecida, mas trauma aos tecidos moles é uma causa comum. Geralmente cicatrizam por conta própria após uma ou duas semanas. Entretanto, são doloridas; anestésicos tópicos de venda livre e enxaguatórios bucais antimicrobianos podem promover alívio temporário. Alimentos condimentados, salgados ou ácidos como frutas cítricas ou sucos podem irritar as feridas.
  • Herpes labial: aparecem na forma de aglomerados de bolhas vermelhas no lado de fora da boca – tipicamente ao redor dos lábios – embora possam se desenvolver sob o nariz ou ao redor do queixo. As bolhas são preenchidas por fluido e podem se romper, o que permite o vazamento do fluido. Então podem surgir crostas até a cicatrização. As lesões são causadas pelo vírus do herpes simples e são altamente contagiosas. A infecção inicial pelo vírus pode ser acompanhada por sintomas semelhantes aos da gripe ou resfriado e podem causar lesões bucais dolorosas. Não existe cura para o vírus do herpes. Uma vez que você é infectado, o vírus permanece no corpo e causa surtos ocasionais de herpes labial. As bolhas geralmente cicatrizam sozinhas em cerca de uma semana. Anestésicos tópicos de venda livre podem promover algum alívio. Seu dentista pode prescrever remédios antivirais para reduzir o tempo de cicatrização dessas lesões.
  • Leucoplasia: Trata-se de um crescimento exagerado de células que resultam numa mancha áspera de tecido esbranquiçado. Pode se desenvolver em qualquer local da boca. As manchas tipicamente não são doloridas nem contagiosas. Pode resultar de irritações como próteses mal adaptadas ou o hábito de morder a parte interna das bochechas. A leucoplasia também ocorre entre os usuários de tabaco. O tratamento começa com a identificação da fonte da irritação. Uma vez que o irritante é removido, o que pode significar abandonar o uso do tabaco, as manchas devem desaparecer. Algumas vezes a leucoplasia está associada ao câncer bucal, portanto é importante consultar o dentista se você notar algumas dessas manchas se desenvolvendo. Seu dentista pode recomendar uma biópsia caso a mancha seja suspeita.
  • Candidíase: Também chamada de “sapinho”, a candidíase é uma infecção por fungo que se desenvolve nos tecidos moles e úmidos dentro da boca. Tem o aspecto de uma mancha branca e lisa, com base vermelha, que pode ser dolorida e até sangrar. A candidíase é causada por um fungo, e tipicamente se desenvolve quando o sistema imunológico está enfraquecido. Pessoas em mau estado de saúde, muito idosas ou muito jovens e pessoas com doenças sistêmicas como diabetes correm o risco de desenvolver candidíase bucal. Algumas medicações como esteroides ou terapias contra o câncer podem aumentar o risco de desenvolver essa infecção. Antibióticos também aumentam o risco de desenvolvimento da infecção porque podem alterar o equilíbrio normal das bactérias na boca. O tratamento das feridas bucais consiste no controle das condições que causam seu surgimento. Como a candidíase é comum entre usuários de próteses, uma limpeza completa diária é importante, e a remoção das próteses durante a noite permite que os tecidos que a sustentam se regenerem. Converse com seu dentista se você desenvolver candidíase. Ele pode lhe orientar sobre o tratamento, o que pode incluir o uso de medicações antifúngicas.
  • Não deixe de conversar com seu dentista caso você desenvolva qualquer ferida ou irritação dentro ou ao redor da boca que não cicatrize no prazo de duas semanas. Ele pode querer examinar a lesão ou prescrever uma medicação para tratar a ferida ou ajudá-lo a controlar o desconforto causado pela irritação.
© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.