Cranberries podem combater candidíase

É comum dizer nos Estados Unidos que "comer uma maçã por dia mantém a saúde por toda a vida". Embora uma cranberry por dia não faça toda essa maravilha, pesquisadores pensam que uma substância encontrada na fruta possa, algum dia, manter a boca livre de candidíase.

De acordo com achados de um estudo laboratorial feito por cientistas na Universidade Rutgers e Universidade de Laval, no Quebec, Canadá, proantocianidinas tipo A da cranberry, ou AC-PAC, inibiram as propriedades causadoras da doença provocada pela Candida albicans. Um crescimento exagerado de C. albicans pode levar à candidíase bucal, uma doença popularmente conhecida como sapinho.

AC-PAC evitou a formação de biofilme na linha da gengiva e impediu a aderência da C. albicans às células epiteliais e aos discos de resina revestidos com saliva no estudo laboratorial. Uma vez que a infecção requer a aderência ao biofilme, preveni-lo pode diminuir as taxas de infecção, concluíram os cientistas.

Concluíram, também, que esses achados poderiam potencialmente levar a novas terapias para prevenção e tratamento da candidíase bucal.

A Associação Dental Americana possui materiais informativos públicos sobre doenças que afetam a cavidade bucal. Para informações sobre a maneira como medicações podem causar candidíase bucal, por exemplo, visite www.ada.org.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.