Algumas feridas na boca podem ser sinais precoces de câncer bucal

A pesquisa de câncer bucal é uma parte rotineira da consulta odontológica. Check-ups regulares, incluindo um exame da boca inteira, são essenciais na detecção precoce de condições cancerosas e pré-cancerosas. Você pode ter uma mancha ou ferida muito pequena, porém perigosa, e não ter conhecimento disso.

Seu dentista examinará cuidadosamente o interior de sua boca e língua e, em alguns pacientes poderá notar manchas brancas ou vermelhas, planas e indolores, ou pequenas úlceras. Embora a maioria delas seja inofensiva, algumas não são.

Leucoplasia é uma mancha espessa, de cor esbranquiçada, que se forma na parte interna das bochechas, nas gengivas ou na língua. Essas manchas são causadas pelo excesso de crescimento celular e são comuns entre fumantes. Elas também podem resultar de irritações como uma prótese mal adaptada ou o hábito de morder o lado interno das bochechas. O perigo é que a leucoplasia pode evoluir para câncer. Aproximadamente 35 mil novos casos de câncer bucal são diagnosticados a cada ano nos Estados Unidos. Cerca de 25% dessas pessoas morrerão da doença. De acordo com a American Cancer Society, o câncer bucal ocorre praticamente com a mesma frequência que a leucemia e sacrifica mais vidas do que o melanoma ou o câncer cervical.

Seu dentista pode recomendar uma biópsia caso uma leucoplasia pareça ameaçadora. Ele examinará a lesão e os resultados da biópsia para ajudar a determinar o melhor tratamento da causa identificada. O tratamento geralmente começa com a remoção dos fatores que contribuem com a lesão: parar de fumar ou substituir próteses mal adaptadas.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.