Conexão entre saúde bucal e doença celíaca

O Herpes pode ser um sintoma da doença celíaca, de acordo com a Fundação de Doença Celíaca.

A doença celíaca é uma condição autoimune herdada que dura a vida inteira. Quando pessoas com a doença ingerem alimentos que contêm glúten, cria-se uma reação tóxica imunomediada que causa danos ao intestino delgado e não permite que o alimento seja adequadamente absorvido, segundo a Fundação de Doença Celíaca.

Glúten é o nome comum dado às proteínas presentes em grãos específicos que são prejudiciais para pessoas com doença celíaca. Essas proteínas encontram-se em todas as formas de trigo e os grãos relacionados centeio, cevada e triticale e devem ser eliminadas, segundo a fundação.

A doença celíaca pode aparecer em qualquer etapa da vida de uma pessoa. Nos adultos, a doença pode ser deflagrada pela primeira vez após uma cirurgia, infecção viral, estresse emocional severo, gravidez ou parto. A DC é um distúrbio multissistêmico e multissintomático. Os sintomas variam e nem sempre são gastrointestinais. Os sintomas gastro intestinais podem, frequentemente, imitar outros distúrbios do intestino.

Bebês e crianças pequenas com DC podem, com frequência, exibir problemas de crescimento, vômitos, abdome distendido, alterações comportamentais e não conseguir se desenvolver.

Os sintomas clássicos podem incluir cólicas abdominais, gases intestinais, distensão abdominal, diarreia crônica, constipação, fezes gordurosas, anemia, perda de peso inexplicável com grande apetite e ganho de peso. Outros sintomas incluem defeitos do esmalte dental, osteopenia, osteoporose, dor óssea ou articular, fadiga, fraqueza, falta de energia, infertilidade, depressão, úlceras bucais ou herpes, puberdade tardia, formigamento ou amortecimento das mãos ou pés e enxaqueca.

As condições a longo prazo que podem resultar da doença celíaca não tratada incluem anemia por deficiência de ferro; osteoporose ou osteopenia de surgimento precoce; associação de deficiência de Vitamina K com risco de hemorragia; deficiências de vitaminas e minerais; distúrbios do sistema nervoso central e periférico; insuficiência pancreática; linfomas intestinais e outros cânceres do trato gastro intestinal; mau funcionamento da vesícula biliar e manifestações neurológicas.

O herpes é caracterizado por pequenas úlceras com uma base branca ou cinza e bordo vermelho que aparecem dentro da boca, de acordo com a Associação Dental Americana. Não é contagioso mas pode retornar frequentemente e pode aparecer na forma de um cacho.

A causa exata é indeterminada mas alguns especialistas acreditam que problemas do sistema imunológico, bactérias ou vírus possam estar envolvidos. O herpes geralmente cicatriza espontaneamente em uma ou duas semanas. Anestésicos tópicos e enxaguatórios bucais antimicrobianos de venda livre podem promover alívio temporário.

Fique longe de alimentos quentes, apimentados ou ácidos que podem irritar as feridas. Antibióticos receitados pelo dentista e alguns curativos bucais podem reduzir infecções secundárias.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.