Cinco manifestações orais do HIV

Na realidade, de acordo com os National Institutes of Health (NIH) (Instituto Nacional de Saúde), mais de um terço daqueles que são HIV-positivo sofrem de problemas de saúde bucal que são resultado direto de sua condição. Aqui são cinco manifestações orais do HIV nas quais você deve prestar atenção.

1. Verrugas orais

Verrugas orais podem se desenvolver em qualquer local do interior da sua boca. Tais verrugas não são dolorosas, mas se parecem com leves protuberâncias ou com o surgimento de uma ou muitas manchas. Elas são causadas pelo vírus papiloma humano (HPV) e são muito mais comuns entre aqueles que são HIV-positivos do que na população em geral, segundo a AIDS Education and Training Center (AETC) (Centro de Educação e Treinamento em AIDS).

Dentistas podem remover as verrugas congelando-as ou cortando-as com lasers, mas elas podem voltar.

2. Leucoplasia pilosa

A leucoplasia pilosa causa o surgimento de manchas esbranquiçadas de aspecto capilar na superfície de sua língua. Infelizmente, você não será capaz de remover essas manchas com sua escova dentária. Elas podem ser dolorosas e podem afetar seu paladar também.

Essa condição é devida ao vírus Epstein-Barr, o mesmo vírus que causa a mononucleose. Ele normalmente afeta pessoas com sistema imunológico enfraquecido, explica o Johns Hopkins Medicine. Assim, desenvolver a leucoplasia pilosa pode ser o primeiro sinal de que você é HIV-positivo e de que precisa de tratamento.

3. Sapinho

O sapinho produz aftas esbranquiçadas em sua língua e no interior da boca. À primeira vista, parece similar à leucoplasia pilosa, mas o sapinho pode ser eliminado. Tenha em mente que isso pode provocar sangramentos.

O sapinho é causado por um fungo chamado Candida que está, na realidade, presente em pequenas proporções nas bocas de todo mundo, segundo o NIH. os Sistemas imunológicos saudáveis mantêm a população de Candida sob controle, mas em pessoas com HIV, a quadro pode piorar além do esperado. Ela pode ser curada com medicamentos antifúngicos, mas pode retornar mais tarde.

4. Aftas

Aftas são muito comuns e surgem no interior de nossas bochechas, lábios ou mesmo em sua língua. Essas aftas arredondadas ou ovais são normalmente esbranquiçadas no centro e avermelhadas ao redor. Elas podem ser incômodas quando irritadas por alimentos ou líquidos fortes, e pode levar cerca de 15 dias para se curarem completamente de acordo com o University of Michigan Health Center.

Não há cura para as aftas, mas seu dentista poderá prescrever medicamentos para amenizar seus sintomas enquanto as aftas se curam por conta própria. Caso você sofra de aftas com frequência, você deve conversar com seu médico a respeito do ajuste de seu programa de tratamento do HIV.

5. Gengivite

A gengivite é causada por uma má higiene bucal, o que permite que as bactérias se acumulem ao longo da linha da gengiva. Essas bactérias irritam suas gengivas e fazem com que elas fiquem avermelhadas, inchadas e um pouco doloridas se deixadas sem tratamento. Pessoas que são HIV-positivas desenvolvem gengivite com maior facilidade do que aqueles com sistemas imunológicos saudáveis e a inflamação pode se tornar um problema crônico.

A gengivite acaba desaparecendo com uma boa higiene bucal. Caso uma boa higiene bucal não seja suficiente, seu dentista poderá prescrever um enxaguante bucal antimicrobiano como o Colgate® PerioGard®.

O HIV afeta todo o seu corpo e sua boca não é uma exceção. Manifestações orais do HIV são muito comuns. Portanto, se você é HIV-positivo, fique atento para as mudanças no interior de sua boca e procure seu dentista assim que perceber quaisquer problemas.