É homem contra mulher na saúde bucal

Parece que ter dois cromossomas X pode gerar uma saúde bucal melhor. As mulheres são mais proativas do que os homens na manutenção dos dentes e gengiva, de acordo com uma nova pesquisa publicada no Journal of Periodontology de abril. Mulheres são praticamente duas vezes mais propensas a ter feito check-ups odontológicos regulares no ano passado, agendado o tratamento recomendado após esses check-ups e ter melhores indicadores de saúde periodontal, incluindo menor incidência de placa dental, cálculo e sangramento durante sondagem, fatores esses que podem ser usados como marcadores da doença periodontal.

Mulheres também têm um melhor entendimento do que a boa saúde bucal acarreta juntamente com uma atitude mais positiva em relação a consultar o dentista, afirma o estudo.

O estudo incluiu mais de 800 pessoas com idades entre 18 e 19 anos. As pessoas foram solicitadas a completar um questionário escrito sobre estilo de vida, conhecimento dental, atitude dental e comportamento de saúde bucal. Os participantes também foram submetidos a um exame bucal para determinar se tinham indicadores de doença periodontal.

De acordo com a Associação Dental Americana, a doença periodontal é uma infecção dos tecidos que suportam o dente. Sua gengiva não é colada nos dentes tanto quanto parece. Existe um pequeno espaço raso em formato de "V" chamado de sulco entre o dente e a gengiva.

As doenças periodontais atacam logo abaixo da linha da gengiva no sulco, onde fazem com que a ligação entre o dente e seus tecidos de suporte se rompa. Conforme os tecidos são danificados, o sulco se transforma numa bolsa: geralmente, quanto mais severa a doença, mais profunda a bolsa.

É possível ter doença periodontal e não apresentar sinais de alerta. Essa é uma das razões por que os check-ups regulares e exames periodontais são tão importantes.

Fatores de risco incluem fumar ou mascar tabaco, doenças sistêmicas como diabetes, várias medicações como esteróides, drogas para terapia do câncer e contraceptivos orais, próteses que se tornaram mal adaptadas, dentes apinhados, restaurações que se tornaram defeituosas e gravidez, segundo a FDA.

A ADA diz que os sinais de alerta incluem: gengiva que sangram facilmente; gengiva vermelha, inchada ou sensível; gengiva afastada dos dentes; mau hálito persistente ou gosto ruim; dentes permanentes que estão com mobilidade ou se separando; alterações na maneira como os dentes se encaixam ao morder ou qualquer alteração no encaixe de próteses parciais.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

A forma simples de ajudar a prevenir a doença periodontal

A doença periodontal é causada quando a placa não é removida na escovação ou no uso do fio dental diariamente. Experimente uma de nossos cremes dentais feitao para reduzir novo crescimento de placa e ajudar a prevenir a ocorrência de doença periodontal.