Abril é o Mês Nacional de Proteção Facial

Abril é o Mês Nacional de Proteção Facial e dentistas estão se juntando com atletas, pais e treinadores para promover conscientização sobre a importância da proteção contra lesões dentais e faciais.

A ADA associou-se à Associação de Ortodontistas, Associação de Cirurgiões Bucais e Maxilofaciais, Academia Americana de Odontopediatria e Academia de Odontologia Esportiva como patrocinadora do Mês Nacional de Proteção Facial que ocorre em abril.

Dos esportes em equipe, como futebol americano, beisebol e hóquei, e atividades de diversão como bicicleta e patins, crianças e adultos gastam tempo e dinheiro engajando-se num estilo de vida ativo, mas uma peça muito importante do equipamento – o protetor bucal – geralmente é deixado de lado.

Estatísticas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA mostram que metade das sete milhões de lesões relacionadas a esportes e atividades recreativas que ocorrem a cada ano envolve crianças a partir dos cinco anos de idade. A Fundação Nacional de Segurança Esportiva da Juventude relatou que atletas que não usam protetores bucais são 60 vezes mais propensos a danificar os dentes – mesmo assim, em pesquisa comissionada pela AAO em 2009, 67% dos pais admitiram que seus filhos não usavam protetor bucal durante esportes organizados.

A pesquisa da AAO também revela que 84% das crianças não usam protetor bucal durante esportes organizados porque não são solicitadas a usar, mesmo que sejam solicitadas a usar outros materiais de proteção, como capacete e protetores de ombro. Numa época em que um bom capacete ou bastão de hóquei podem custar 200 dólares cada, o protetor bucal é um dos equipamentos de proteção mais baratos disponíveis.

“É importante que os dentistas estimulem seus pacientes a usar um protetor bucal, porque basta uma cotovelada na mandíbula ou uma pancada do disco de hóquei na boca para destruir o sorriso”, diz Dr. Ruchi Nijjar Sahota, porta-voz da ADA que pratica clínica odontológica geral em Fremont, Califórnia. “Dentistas podem orientar os pais sobre a variedade de protetores bucais disponíveis e ajudá-los a escolher o que for mais adequado”.

Pacientes ativos devem usar também capacetes, óculos de proteção e protetores faciais quando apropriado.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.