Você tem um dente trincado?

Trincar um dente pode ser mais fácil do que você imagina.

Isso pode acontecer ao mastigar objetos duros ou alimentos como gelo, nozes ou balas duras. Acidentes podem causar um dente trincado, especialmente aqueles que envolvem uma pancada na boca.

O hábito de ranger ou apertar os dentes ou o fato de ter pressão mastigatória desigual podem levar a um dente trincado. A estrutura do dente desgasta com o tempo e restaurações grandes ou outras formas de reconstrução podem resultar numa trinca ou fissura. Por fim, você pode trincar um dente por expor o esmalte dental ao choque térmico, como acontece quando come alimentos quentes e em seguida bebe água gelada.

O resultado de qualquer um desses eventos geralmente é doloroso e pode levar a outras doenças bucais.


A Associação Dental Americana (ADA) fornece algumas orientações valiosas sobre como saber se você tem esse problema, por que isso dói e como tratar.

Primeiro, como você sabe se seu dente está trincado? Procure estes sinais:

  • Você tem dor aguda ao morder que desaparece rapidamente.
  • Você tem dor que vai e vem mas não permanece o tempo todo.
  • Você tem dor ao comer ou beber.
  • Você pode não ter dor nenhuma.

As fissuras algumas vezes são invisíveis ao olho e nem sempre aparecem nos raios-x dentais. Ao observar algumas coisas, você pode ajudar seu dentista a identificar o problema:

  • Anote as coisas que causam dor, como calor ou frio, ou comer alimentos que são doces, azedos ou pegajosos.
  • Tente determinar a área da dor.

Por que os dentes trincados doem? A pressão ao morder faz a fissura do dente se abrir, o que causa dor. Ainda que seja muito pequena para ser vista, a fisura pode se abrir e irritar a polpa dentro do dente. A polpa é um tecido mole que contém os nervos e vasos sanguíneos do dente. Se a fissura irritar a polpa, o dente poderá se tornar sensível ao calor ou frio extremos. A polpa pode também sofrer lesões ou ficar doente como resultado da fissura. Caso isso ocorra, o tratamento endodôntico (canal radicular) pode ser necessário para salvar o dente.

Tratar um dente trincado depende do tamanho e da localização da fissura e dos sintomas que você está experimentando. Seu dentista discutirá qual tratamento é o melhor. É possível que seu dentista não recomende nenhum tratamento, uma vez que fissuras pequenas são comuns e geralmente não causam problemas. Se você está experimentando dor localizada, evite mastigar nesse lado da boca e procure seu dentista.

Se seu dentista recomendar tratamento, esse poderá incluir:

  • Reparar o dente com material restaurador.
  • Colocar uma coroa para proteger o dente de danos adicionais.
  • Tratamento endodôntico (canal radicular) se a polpa estiver envolvida.
  • Extração do dente se ele estiver com fissura severa e não puder ser salvo.

Talvez o mais importante seja agendar consultas regulares, que permitem que seu dentista diagnostique e trate problemas no estágio inicial. Um dente com fissura pode se tornar um problema maior se deixado sem tratamento. Se você pensa que pode ter um dente com fissura, visite seu dentista.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.