Ácido fólico pode prevenir fissura labial e palatal

Nova pesquisa mostra que mulheres que tomam suplementos com ácido fólico durante a gravidez podem reduzir substancialmente as chances de o bebê nascer com fissura labial ou palatal.

A ingestão diária de 0,4 mg de ácido fólico pode reduzir em um terço o risco de o bebê apresentar fissura labial isolada (com ou sem fissura palatal).

Cerca de um em cada 750 bebês nasce com fissura labial e/ou palatal nos EUA. A fissura labial é um defeito congênito em que uma ou mais lesões se formam no lábio superior. A fissura palatal é uma deformidade congênita que resulta em falta de fusão do palato mole e/ou duro, parcial ou completa.

"Esses achados fornecem evidências adicionais dos benefícios do ácido fólico para as mulheres", diz Allen J. Wilcox, M.D., PH.D., autor principal do estudo do National Institute of Environmental Health Sciences.

"Já sabemos que o ácido fólico reduz o risco de defeitos do tubo neural, incluindo a espinha bífida", diz Dr. Wilcox. "Nossa pesquisa sugere que o ácido fólico ajuda também a prevenir fissuras faciais, um outro defeito comum no nascimento"."

O ácido fólico é uma vitamina B encontrada em vegetais folhosos, frutas cítricas, feijões e grãos integrais. É adicionado também à farinha e outros alimentos fortificados e pode ser tomado como um suplemento vitamínico. A quantidade recomendada para ingestão diária para adultos é de 0,4 mg.

"A deficiência de ácido fólico provoca fissuras faciais em animais de laboratório, portanto tivemos uma boa razão para nos concentrar no ácido fólico em nosso estudo sobre fissuras", diz Dr. Wilcox. "Essa foi uma de nossas principais hipóteses".

No estudo, pesquisadores examinaram a associação entre fissuras faciais e a ingestão materna de suplementos de ácido fólico, mutivitaminas e folatos. Eles verificaram que a suplementação de 0,4 mg ou mais por dia reduzia o risco de fissura labial isolada com ou sem fissura palatal em um terço, mas não teve efeito aparente no risco de fissura palatal isolada.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.