O que causa o mau hálito?

Já aconteceu com todos nós, vez ou outra. Existe algo que possamos fazer para manter o mau hálito longe? De acordo com a Associação Dental Americana, conhecer as causas pode ajudar a reduzir o risco.

A halitose, ou mau hálito, é deflagrada por vários fatores e, geralmente, começa na boca. A má higiene bucal permite que partículas de alimentos se acumulem na superfície da língua, entre os dentes ou no tecido gengival que circunda os dentes. As bactérias que existem naturalmente na boca quebram essas partículas de alimentos, liberando substâncias químicas com forte odor.

A saliva remove as partículas alimentares da boca. Pessoas que têm a boca seca apresentam risco maior de ter mau hálito. Algumas medicações, a respiração bucal e o tabagismo contribuem para ter boca seca.

Infecções na boca, como a cárie dentária, doença periodontal ou feridas da boca relacionadas a outros problemas podem contribuir com o mau hálito. Feridas cirúrgicas (por exemplo, após extração de dentes) também podem ser fonte de halitose.

O filme bacteriano chamado de “placa”, que ocorre naturalmente na sua boca, pode se acumular se não for removido regularmente por meio de boas práticas de higiene bucal. Bactérias da placa liberam um odor que afeta seu hálito.

A dieta é um responsável comum pelo mau hálito. Alimentos como alho e cebola podem contaminar o hálito. Uma vez que o alimento é digerido, as substâncias químicas que causam odor podem ser absorvidas pela corrente sanguínea e, a partir dela, atingir os pulmões; essas substâncias são, então, exaladas. Dietas ricas em proteínas e açúcares também foram associadas ao mau hálito.

O mau hálito pode ser um subproduto de alguns problemas de saúde. Ele pode resultar de infecções de nariz, garganta ou pulmões; sinusite crônica; gotejamento pós-nasal; bronquite crônica ou distúrbios do sistema digestivo.

A melhor arma que você tem para combater o mau hálito é a higiene bucal. Os cuidados com sua boca ajudarão a limitar o acúmulo de resíduos alimentares e placa e reduzirão o risco de desenvolvimento de cárie e doença periodontal.

A ADA recomenda escovar os dentes três vezes ao dia com creme dental contendo flúor e o uso do fio dental. Escove a língua, também, para remover bactérias que contribuem com os odores bucais (especialmente na parte posterior, onde se encontram a maioria das bactérias). Se você utilizar próteses removíveis, retire-as à noite e escove-as completamente com limpador de dentaduras antes de recolocá-las na manhã seguinte. Ao escolher os produtos de cuidados bucais, procure pelos que exibem o selo de aprovação da ADA – sua garantia de que eles atendem aos critérios de segurança e eficácia da ADA.

Se o mau hálito é provocado por boca seca, considere mascar gomas de mascar sem açúcar ou chupar  balas sem açúcar para ajudar a estimular o fluxo salivar. Também existem salivas artificiais à venda, que podem ajudar.

Fale com seu dentista sobre suas preocupações com mau hálito. Uma história abrangente da saúde e uma lista dos medicamentos e suplementos que você toma podem ser de auxílio para determinar se a causa do mau hálito está localizada na boca ou se trata-se de uma condição sistêmica, caso em que você deverá consultar um médico. Se seus problemas de saúde forem de origem bucal, seu dentista pode trabalhar com você para desenvolver um plano de tratamento que minimize o odor. Isso pode incluir raspar a placa da língua, usar um enxaguatório bucal antibacteriano ou ambos. Encontre mais informações sobre mau hálito e outras condições bucais no website da ADA para o consumidor, Mouth-Healthy.org.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.

O mau hálito te deixa de mau humor?

O mau hálito pode ser desconfortável para você e aqueles a sua volta! Por que não experimentar um dos nossos produtos para melhorar o hálito?