Bulimia

Efeitos bucais

As alterações dentárias vistas em muitas pessoas com bulimia são muitas vezes reconhecíveis. Vômitos frequentes podem fazer com que as glândulas salivares inchem e os tecidos da boca e da língua se tornem secos, vermelhos e doloridos. Pessoas com bulimia podem apresentar dores crônicas na garganta e pequenas hemorragias sob a pele do palato.

O vômito frequente pode desmineralizar o esmalte dos dentes, especialmente no lado da língua na região dos dentes frontais superiores. Isso aumenta drasticamente o risco de cárie nessas áreas e pode fazer com que esses dentes se tornem sensíveis à temperatura. A desmineralização severa pode ocasionar mudanças na mordida ou alterar a forma com que os dentes superiores e inferiores se encaixam (ocluem). Os dentes de trás podem reduzir de tamanho e alguns dentes podem ser perdidos eventualmente. A desmineralização do dente pode levar cerca de três anos para aparecer, mas isto não acontece com todos os bulímicos.

Muitas pessoas com bulimia podem estar desnutridas, ou com anemia, má cicatrização e o risco de doença periodontal aumentado.

oNo tratamento do distúrbio alimentar, pode demorar um pouco para que os episódios de vômito induzido sejam controlados. Para minimizar o dano causado pelo ácido estomacal durante os episódios de vômito, enxágue a boca com bicarbonato de sódio misturado com água. Você também pode enxaguar a boca com enxaguante bucal contendo 0,05 % de flúor, que pode ser prescrito pelo seu dentista. Não escove os dentes imediatamente após o vômito, pois o ácido do estômago enfraquece o esmalte do dente e a escovação pode acentuar a perda do mineral do esmalte. Ao escovar os dentes, utilize creme dental que contenha flúor. O flúor ajuda a fortalecer os dentes..

Para diminuir a boca seca, beba bastante água para manter a boca úmida. Há também substitutos de saliva que podem ser receitados por seu dentista. Seu dentista pode receitar tratamentos diários de flúor com enxaguantes ou géis em dosagens prescritas.

No dentista

Se você for bulímico, seu dentista poderá realizar tratamentos com flúor durante as idas ao consultório e receitar um gel à base de flúor para utilização em casa. Visite seu dentista regularmente; ele poderá também detectar cárie ou infecções.

O tratamento dentário pode ser importante no tratamento da bulimia. Seu dentista trabalhará juntamente com a equipe de sua assistência médica para que você possa coordenar tratamento dentário com o tratamento para o transtorno alimentar. Se você tiver um dano dental grave e ainda estiver sob tratamento para bulimia, seu dentista poderá fornecer um aparelho que cubra os dentes e os proteja dos ácidos do estômago.

Uma vez controlada a bulimia, talvez seja necessário restaurar alguns dentes. Se a perda do esmalte for interrompida em fase inicial, ele poderá ser substituído com a utilização de materiais chamados de resina composta ou amálgama. Uma Desmineralização mais grave pode exigir a extração do dente. Os dentes perdidos podem ser substituídos por pontes ou implantes.

Alguns problemas tendem a ocorrer junto com a bulimia. Por exemplo, três quartos dos bulímicos apresentam distúrbios de ansiedade e quadros de depressão. Pessoas com bulimia também podem desenvolver dependência de álcool e drogas. Esses problemas podem igualmente afetar sua saúde dentária e qualquer medicação para tratá-los pode interferir no seu plano de tratamento odontológico. Informe seu dentista a respeito de qualquer medicação da qual você esteja fazendo uso e as respectivas doses.