Metanfetamina pode deixar os usuários desdentados

A metanfetamina é uma droga com alta capacidade de provocar dependência que pode prejudicar gravemente a saúde bucal, destruindo o sorriso e a capacidade natural de mastigação de uma pessoa, segundo a American Dental Association (ADA).

Mais de 12 milhões de americanos já experimentaram a metanfetamina (também conhecida como meth, crank, cristal e speed), que pode ser ingerida, injetada, cheirada ou fumada, de acordo com a Pesquisa Nacional sobre Uso de Drogas e Saúde de 2004. A maioria dos usuários tem entre 18 e 34 anos de idade.

Os usuários da metanfetamina podem sofrer uma alteração dos dentes, que passam da condição saudável para uma condição de extrema sensibilidade, e podem até mesmo vir a perdê-los no período aproximado de um ano, alerta a ADA. Essa condição geralmente é chamada pelos americanos de "meth mouth".

"A 'meth mouth' rouba os dentes das pessoas, especialmente dos jovens, e freqüentemente leva à extração de todos os dentes e ao uso de dentaduras por toda a vida", diz o presidente da ADA, Robert M. Brandjord. A "meth mouth" é caracterizada por cárie rampante e dentes que são descritos pelos usuários de metanfetamina como pretos, manchados, podres, quebradiços ou caindo.

O Dr. Brandjord acrescenta: "A cárie dental disseminada da "meth mouth" é atribuída ao efeito de xerostomia da droga e à sua propensão de causar desejo de bebidas carbonatadas com muitas calorias, ao hábito de ranger ou apertar os dentes e aos períodos prolongados de má higiene bucal".

"Pouquíssimas pessoas entendem os grandes perigos que a metanfetamina impõe à saúde pública bucal das nossas comunidades, além daqueles que impõe aos usuários", diz Stephen Pasierb, presidente e CEO do The Partnership for a Drug-Free America.

"O alerta da ADA deveria servir como uma chamada de consciência para aqueles que usam essa droga traiçoeira e também para a família e os amigos que são testemunhas desse comportamento, mas não impotentes para intervir e oferecer aos usuários a ajuda de que necessitam", afirma o Sr. Pasierb. "Não existe nível seguro de uso da metanfetamina, mas o tratamento e a recuperação são possíveis".

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.