Root beer* pode ser o refrigerante “mais seguro” para os dentes

Se você consome refrigerantes regularmente, aqui está algo para se lembrar.

Expor os dentes a refrigerantes, mesmo que por um curto período de tempo, causa erosão dentária, que com o passar do tempo pode levar a perda significativa do esmalte.

Expor os dentes a refrigerantes, mesmo que por um curto período de tempo, causa erosão dentária, que com o passar do tempo pode levar a perda significativa do esmalte.

Se você estiver à procura de um refrigerante menos prejudicial, procure por produtos root beer*. Eles não são gasosos e, de acordo com um relatório recente no General Dentistry, não contêm os ácidos que danificam os dentes.

Muitas pessoas optam por refrigerantes dietéticos na tentativa de reduzir os danos causados pelo açúcar aos dentes, mas eles contêm ácido fosfórico e/ou cítrico e também causam erosão dentária – mesmo que consideravelmente menos do que os equivalentes com açúcar.

A erosão dentária é caracterizada pela perda do esmalte do dente e em alguns casos de tecidos mais profundos do mesmo.

Ela resulta em uma escavação, suave depressão na superfície dentária. Em muitos casos, a erosão dentária causa sensibilidade a substâncias quentes e frias ou sensibilidade dolorosa se o esmalte estiver desgastado a um nível em que a dentina fique exposta. Abaixo do esmalte, a dentina protege a polpa – a parte mais interna do dente que contém nervos e veias.

“Ingerir qualquer tipo de refrigerante coloca em risco a saúde dos seus dentes”, disse o Dr. Kenton Ross da Academy of General Dentistry.

O Dr. Ross recomenda que os pacientes consumam menos refrigerantes, limitando sua ingestão às refeições. Ele aconselha ainda que os pacientes bebam com canudo, o que reduz o contato do refrigerante com os dentes.

“Meus pacientes ficam chocados ao ouvir que muitos dos refrigerantes que eles consomem contem de 9 a 12 colheres de chá de açúcar e acidez que se assemelha ao ácido de bateria”, disse o Dr. Ross. Por exemplo, um tipo de refrigerante a base de cola atingiu 2,39 na escala de acidez, comparado com o ácido de bateria, que é 1,0.

Pesquisadores do estudo da AGD concluíram que os refrigerantes que não são à base de cola causam maior erosão do que aqueles com cola. O ácido cítrico é o ácido predominante em refrigerantes sem cola e é o principal fator pelo qual as bebidas sem cola são especialmente erosivas. Há uma diferença significativa entre colas com açúcar e dietéticas.

“No final das contas”, continua o Dr. Ross, “a acidez em todos os refrigerantes é suficiente para danificar seus dentes e deveria ser evitado.”

* refrigerante feito a partir da mistura de raízes de várias plantas.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.