Pacientes e dentistas diferem nas avaliações do sorriso

O que as pessoas consideram como características mais importantes em um rosto atraente?

Dentes e olhos, de acordo com um novo estudo. Os pacientes também avaliam seus sorrisos como melhores do que fazem os dentistas, e aqueles com menos de 50 anos foram os mais satisfeitos com seus sorrisos.

Publicado no Journal of the American Dental Association de dezembro, o estudo pediu a 78 pacientes na Noruega, que avaliassem seus próprios sorrisos em uma escala de satisfação de 100 pontos. Os dentistas regulares desses pacientes e um periodontista independente posteriormente avaliaram os sorrisos desses pacientes, a partir de fotografias, usando a mesma escala de satisfação.

Os pacientes estavam mais satisfeitos com seus sorrisos do que os dentistas, de acordo com a pesquisa — com uma avaliação média dos sorrisos igual a 59,1 na escala de 100 pontos. As avaliações dos dentistas foram muito mais baixas — com média de 38,6 (pelo periodontista independente) e 40,7 (pelo próprio dentista do paciente).

Pode ser difícil entender o que um nível de satisfação com o sorriso igual a 59 realmente significa, dizem os pesquisadores, acrescentando que pode ser mais exato dizerem que os pacientes estão “aceitando ou contentes com seus sorrisos”.

Os participantes do estudo que não estavam buscando ativamente tratamentos dentais cosméticos tinham em média 51 anos de idade (variando de 22 a 84 anos) e eram 50 mulheres e 28 homens. “O fato de os pacientes terem opiniões muito melhores sobre seus sorrisos do que nós, dentistas, é interessante”, escrevem os pesquisadores, acrescentando que os pacientes expressaram suas opiniões por memória, enquanto os dentistas fizeram suas avaliações a partir de fotografias.

Se os pacientes tivessem utilizado a abordagem detalhada dos clínicos para incluir a avaliação de linhas labiais, cor dos dentes, espaçamento e apinhamento, suas opiniões sobre os próprios sorrisos poderiam ter sido diferentes, dizem os pesquisadores.

“Os dentistas devem estar conscientes de que os pacientes que buscam serviços estéticos podem ter percepções diferentes dos seus sorrisos do que os pacientes que não expressam esses desejos”, concluem.

© Associação Dental Americana. Todos os direitos reservados. Probida qualquer reprodução ou redistribuição sem permissão prévia por escrito da Associação Dental Americana.